14 de jun de 2016

Polenta com shitaki


Quem já teve um bebê novinho em casa sabe que as refeições viram uma verdadeira incógnita. Você nunca sabe se vai conseguir comer junto com todo mundo, ou se por acaso o bebê estiver dormindo e você começar a refeição, a qualquer momento pode ser que ele acorde e você precise parar tudo e ir acudir a cria. Domingo eu tive a doce ilusão de que poderia preparar um jantarzinho especial pra eu e o maridón, afinal, era dia dos namorados. Servi a comida dos mais velhos, enchi a pança do bb de leite, e fui pra cozinha preparar esta receita que é super rapidinha e tem cara de comida de restaurante hohoho. 

Expectativa: o bebê ia dormir no colo do pai, colocaríamos ele no berço, os outros dois na cama e nós dois poderíamos terminar o dia apreciando uma comida quentinha, tomando uma taça de vinho...

Realidade: Pedro choramingou o tempo todo e eu jantei segurando ele com uma mão e o garfo na outra. 

Em outros tempos eu ficaria bem chatiada por meus planos não darem certo. Mas a esta altura do campeonato eu bem sabia que aquela cena da minha cabeça tinha zero chances de acontecer. Por isso nosso jantar foi exatamente como tinha que ser: gostoso, quentinho, com nossos rebentos ao nosso redor. Talvez o nosso grande problema seja alimentar expectativas irreais e deixar de apreciar o que nós temos hoje, ao alcance das nossas mãos. Às vezes a gente só aprende isso no terceiro filho =)

O fato é que esta quantidade da receita serve bem duas pessoas, é fácil e rápida de fazer e faz bonito que só. Aposto que você vai amar, comendo sozinho(a) ou acompanhado(a), ouvindo música romântica, pagode ou chorinho de nenê:

40 gramas de shitaki seco inteiro 
1 xícara de fubá
1/2 xícara de shoyo
1/2 cebola picada
Sal e pimenta a gosto
Água quente suficiente para cobrir os shitakes
Azeite para refogar
2 colheres de sopa de manteiga

Primeiro coloque o shitake na água quente para hidratar por pelo menos 30 minutos
Retire o shitake e reserve a água
Fatie os cogumelos em fatias finas, despreze o cabinho
Aqueça uma frigideira ou panela grande com azeite e refogue metade da cebola e as fatias de shitake
Adicione o shoyo, misture, tampe a panela e mantenha em fogo baixinho olhando o ponto de vez em quando, quando eles estiverem bem macios, pode apagar o fogo e adicionar 1 colher de sopa de manteiga
Coe a água onde os cogumelos estavam de molho e reserve 3 xícaras
Em uma panela refogue o resto da cebola picada e adicione o caldo de shitaki
Tempere a água com sal e pimenta a gosto e deixe ferver
Assim que levantar fervura adicione o fubá mexendo o tempo todo, mantenha em fogo baixo e cozinhe (mexendo sempre) até adquirir a consistência desejada: polenta mais molinha, mais durinha... Neste dia deixei mais mole mesmo, pois no prato, ao esfriar, ela endurece um pouquinho
Monte o prato como na foto: polenta em baixo, cogumelos em cima


Pensando bem, pagode não combina muito não, escolha outra coisa pra ouvir ok?

Um comentário:

  1. Olá!

    Que delicia ler esse post! Imagino o quanto deve ser corrido essa vida, mas deve ser uma alegria só ver no final do dia que a casa está cheia e a mesa rodeada de pessoas amadas.
    Amei a receita! Com o friozinho desses dias, uma ótima pedida. Além de super fácil, o shitake deve dar um sabor a mais no prato. Adorei e vou testar :)

    ResponderExcluir

Esta e outras receitas você encontra no www.pitadinha.com

Related Posts with Thumbnails