21 de ago de 2013

Compra feito!

Foto daqui

Tenho pensado muito sobre essa coisa toda do DIY. Eu, que sempre preferi fazer do que comprar feito me peguei pensando em até que ponto o amor empregado na feitura das coisas serve de fato às pessoas. Porque é batata: sempre que recebo um convite pra um jantar, piquenique, qualquer coisa, já começo a maquinar na minha cabeça qual será a receita que vou preparar. E sei que é isso que as pessoas esperam de mim - e a culpa, se é que ela existe, é toda minha. Mas há dias em que há cansaço. Há a falta de tempo. Há a preguiça mesmo. E há dias em que o que bate é aquela certeza de que comprar feito é a melhor opção. Mas fiquei tão habituada a meter a mão na massa sempre que quando não o faço, me sinto meio poser, sabe? Daí quase sempre acabo me obrigando a ir pra cozinha, afinal, ~cozinhar é uma forma de amar os outros~ não é? Não. Claro que não. Às vezes, amar os outros é ficar com estes ~outros~ o tempo que você gastaria cozinhando pra eles e depois limpando toda a bagunça da cozinha. Às vezes, amar os outros é deixar que escolham o que vão comer ao invés de constrangê-los a gostar do que você decidiu e preparou, afinal, você ficou um tempão na cozinha por amor. Não tá certo isso! E arrisco dizer que, algumas vezes, cozinhar pode se tornar a coisa mais egoísta do mundo. Pode ser só uma forma de ganhar elogios, de mostrar como você é habilidosa(o), ou de provar pra você mesmo(a) que você consegue preparar aquele prato famoso que comeu num restaurante. Nada de errado com tudo isso, só tô dizendo que cozinhar pode não ser tão altruísta assim. Sei que sempre disse e realmente acredito nisso de que coisa  feita à mão - e nem tô falando só de comida - tem um gostinho todo especial. Mas talvez às vezes o objeto do nosso amor (filho, namorado, marido, pais, amigos, etc) só queira a nossa companhia mesmo. Tudo bem se for do Delivery.  Não tem problema se for bolacha com patê de sardinha! Não tem problema comprar um bolo pronto pra levar para aquele almoço ou servir pão com salsicha no jantar! De vez em quando comprar feito pode te dar de presente aquele tempo que você não tem pra brincar com seu filho ou curtir o seu marido. De vez em quando é hora de guardar as panelas, pendurar o avental, sentar sem pressa, olhar nos olhos e ter de prato principal apenas uma boa conversa. 

=)

20 comentários:

  1. Poxa Ju tão libertador, principalmente vindo de vc...Comigo é igual, sou boa de cozinha, as pessoas SEMPRE esperam algo espetacular de mim. E eu SEMPRE (tento) faço. E eu SEMPRE espero os elogios (que feio!!!) Mas vezes não dá. Mesmo. Sirvo pão com salsicha sem culpa. Quer dizer, nem sempre é sem culpa... Mas vamos em frente afastando os SEMPRES e as CULPAS. Bjo!

    ResponderExcluir
  2. Ah, e só pra registrar( e receber elogios do marido hahahahha), inspiradíssima no #voltacintura, fiz ontem no jantar sua receita de canelone sem massa, saladinha e suco natural de graviola com hortelã!!! Diliça! Ah e já comprei o jump, só falta chegar!

    ResponderExcluir
  3. Ju, que texto massa!!!!!
    Estava mesmo pensando em quem faz blog de comida e acaba ficando refém da continuidade e como isso deve sacrificar a sua vida.
    Eu sou super adepta do delivery e acho que vale a pena sim, se for para usarmos este tempo de forma pais proveitosa.
    Fico cada dia mais feliz pelo blog e se quiser dar alguma dica de delivery também vou adorar! kkkkkkkkkkk

    Grande beijo!

    July Cadidé

    ResponderExcluir
  4. valeria rezende21/08/13 09:19

    Oi Ju. Vc disse a mais pura verdade.Também adoro cozinhar, mas as vezes nos tornamos refém disto.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. por favor pão com salsicha <3

    falou e disse, amiga =*

    ResponderExcluir
  6. Ain gente, sou tão apaixonada por essa pitadinha...

    ResponderExcluir
  7. Patê de sardinha > olha tu de novo na cozinha :D <3

    ResponderExcluir
  8. Pura verdade!!!! Sempre escolho cozinhar em casa aos fds, mas tem dias que vou pro fogão e arrependo, rola um stress....e na hora de comer tô bicuda!!!
    Não dá pra ser 8 ou 80!!!!
    Bjcas!!!

    ResponderExcluir
  9. Adorei o post Ju!
    Super verdadeiro!
    E a conclusão merece ser repetida:
    "De vez em quando comprar feito pode te dar de presente aquele tempo que você não tem pra brincar com seu filho ou curtir o seu marido. De vez em quando é hora de guardar as panelas, pendurar o avental, sentar sem pressa, olhar nos olhos e ter de prato principal apenas uma boa conversa."

    PS. Amo o Pitadinha!

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. É isso aí! Gostei de ler isso...foi reconfortante. Às vezes o "faça você mesma" pode virar uma prisão. É preciso retomar as rédeas e saber a hora de fazer ou não, sobretudo quando você faz esperando um retorno: elogio, consideração...pq o amor não resiste a isso. Obrigada pelo texto. Foi bom lê-lo e sentir a verdade nele.

    ResponderExcluir
  11. Tudo de bom esse blog, parabéns viu, acompanho desde sempre e nunca tinha comentado. Esse post ficou ótimo, assim como os outros, porém super me identifiquei...rsss, tmb preciso praticar mais esse "desapego" do amor, podia ser tudo tão mais prático, sem tanta perda de tempo né!? Infelizmente não é assim.... Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irimar Coelho22/08/13 17:23

      De cozinheiro pra cozinheira, concordo com vc 100%.

      Excluir
  12. Isso mesmo, Juliana.Concordo demais com o que você escreveu, muitas vezes o ato de amor é pendurar o avental e ficar com aqueles que a gente ama.
    Como disse a Luma: "palmas"
    Bj,
    Lylia

    ResponderExcluir
  13. Pitadinha e eu li pintadinha! rsrsr

    Me identifiquei muito com esse texto, inclusive já até me ofenderam quando em uma reunião familiar minha receita não deu certo e virei piada de todos!! me rebelei e agora não faço nada para esses familiares. Pois é quebrando a cara que se aprende não é mesmo???

    Abraço

    ResponderExcluir
  14. Me identifiquei muito com o seu post! Me vi em casa frase, sério! Quantas festas passei na cozinha, preparando, cozinhando e limpando tudo depois, em vez de aproveitar o momento com meus convidados. Sempre que vou reunir amigos em casa, penso em cardápios surpreendentes e arrumação caprichada - o que me consome - e deixo de aproveitar o que realmente importa a companhia e o bom papo. Vou me policiar mais. Valeu!

    ResponderExcluir
  15. Teve uma festinha em casa em que eu, com bebê pequeno, exausta, comprei os salgadinhos pra servir. Um amigo trouxe pessoas de fora e saiu falando cheio de orgulho como eu tinha feito tudo sozinha. Quando disse que não, que tinha comprado pronto, a cara que ele me fez foi de decepção tão grande, que quis me esconder embaixo da pia. Conheço bem essa "culpa" do que os outros esperam de você quando você defende o DIY. Vê se alguém te pega comprando pizza da Pizza Hut e não te condena... (Aliás, compro mesmo, que pelo preço que tá uma pizza de verdade aqui perto de casa, sou mais, no dia em que não tô afim de cozinhar, enfiar o pé na jaca de uma vez... ;)
    bjs

    ResponderExcluir

Esta e outras receitas você encontra no www.pitadinha.com

Related Posts with Thumbnails