7 de jan de 2013

Notícias do bucho #4


Nunca mais dei notícia do meu pequeno filhote, que aliás, parece que não será tão pequeno assim.
Nanda nasceu pequenininha, era uma barriguinha tímida que me causava alguns inchaços no fim do dia, mas nada demais.
Já Daniel chegou chegando, se mostrando em uma barriga gigante, que não para de pular, chutar, e escolhe até a posição da mamãe dormir - é sério, ele protesta até que eu me vire para o lado esquerdo, só então sossega e me deixa descansar um pouco. Pode isso, Arnaldo?
Agora que falta praticamente um mês pra ele chegar, fica aquela sensação de que está tudo pronto: berço comprado, bolsa da maternidade arrumada, roupinhas e fraldas lavadas e passadas, masssss.... Sempre sabendo que a chegada de uma criança é um acontecimento tão intenso, tão maior, que por mais programação e organização que exista, a gente VAI passar por imprevistos, adaptações, e talvez esta seja uma das maiores lições de se ter filhos: nós nunca estamos com tudo sob controle. Filhos nos fazem ver o quanto precisamos aprender o tempo todo, reavaliar, repensar, mudar de estratégia, crescer. Enquanto eles crescem por fora, a gente cresce por dentro. Enquanto eles perdem os sapatos, a gente acha que vai perder a cabeça, mas a verdade é que os filhos nos colocam cara a cara com a vida. Eles praticamente nos obrigam a isso. Agora, por exemplo, estou sendo obrigada a lidar com minhas próprias limitações físicas. Às vezes me impaciento com tanta lentidão, um cansaço exagerado que faz a tarefa mais simples ficar tão longa e enfadonha. A escada que preciso subir várias vezes por dia parece cada dia maior, e quando chego lá em cima tenho o mesmo fôlego de alguém que acabou de completar a São Silvestre. E mais uma vez tô eu aqui aprendendo com o filhote a ser mais forte, seja na capacidade de dar conta das tarefas diárias com esse barrigão, seja na força silenciosa da paciência, essa amiga que às vezes me abandona, mas graças a Deus sempre acaba voltando. Eu não disse que filho ensina a gente o tempo todo? Lições que a gente não encontra nos livros, nem aprende dentro da nossa redoma umbiguista. Aquela nuvem confortável e egoísta com a qual a gente se blindou a vida inteira e que nos dá a falsa impressão de que sabemos tudo sobre tudo. Tadinhos de nós, éramos tão cheios de certezas né? Aí chega uma bolinha de uns poucos quilos no colo e de repente você entende... A vida tá só começando. E fora da redoma ela é muito mais linda, mais real, mais ~danada de boa~ 
Sem glamour, é verdade. Mas pra que serve o glamour afinal, né? Pés no chão, inchados ou não, me parecem bem mais interessantes.
É, filho... Enquanto você não nasce, a gente fica aqui se preparando pra nova vida que você está nos trazendo. Não, eu não sei como vai ser, só sei que vai ser especial, emocionante, cansativo, mas muito muito muito lindo. Seremos quatro aprendendo. Tenha paciência com a mamãe, e tudo vai dar certo, viu!

P.S.: Esta foto foi tirada em novembro, e não, eu não consigo ver meus pés há muito tempo já, kkkk

18 comentários:

  1. Que linda foto! Boa sorte com a chegada do novo bebê!

    ResponderExcluir
  2. Linda, ta de parabénssss.. Que ele chegue com muita saúde e só traga ainda mais alegria ara o seu lar.
    Adoro o seu blog.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Belo e sensato texto. Parabéns! Que Daniel venha muito saudável, além de lindo e amado pela família que o aguarda.

    ResponderExcluir
  4. Oi Juliana, realmente o ultimo mes é o mais dificil.Dormir é algo que se conseguimos estamos no lucro, com calor então não cabemos em nós mesmas.
    Passei por isso nas duas gravidez, pois meus dois filhos eram grandes e eu era magrinha e tive que me adaptar com o excesso de peso.Mas tudo valeu à pena.Desejo que corra tudo bem no seu parto, que o Daniel venha com muita saúde.Que Deus abençoe essa linda familia.Beijos querida, tudo de bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Léia, vc sabe bem né... Bjussss

      Excluir
  5. Amei seu texto! Dei boas risadas! Eu to agora de seis meses, começando a desvendar os segredos do ultimo trimestre da gravidez!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Belle, seis meses é época bora pra resolver tudinho né, pq depois o barrigão já não deixa a gente sair com tanta disposição de casa pra comprar enxoval, kkkkk, bjus e boa gestação!

      Excluir
  6. Lindo depoimento...me deu uma saudade...
    Bem, te desejo uma ótima hora, já que está pertinho...lembro que quando estava chegando o dia, eu não conseguia mais dormir a noite, sem posição, a insônia tomou conta de mim, mas é super importante dormir bem, pra mim fez muita falta, aconselho a todos que passam por isso procurar ajuda médica. Não sei se estás passando por isso, só lembrei desse detalhe.
    Tenha uma ótima semana.
    Beijos
    Jack
    www.meucantinhos.blogspot.com.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jack, até que estou dormindo melhor, mas já tive uns períodos de insônia bem chatinhos... Isso quando não acordo pra fazer xixi de madrugada e dá aquela fommmmmeeeeee, kkk. Bjus e obrigada pelas palavras =)

      Excluir
  7. Ju, força q vc consegue, eu fiquei parecendo uma lua cheia no final da gestação, parecia uma pata, agachar era um sacrifio.... engordei 16kilos e sou baixinha então pesou demaissssssss
    Minha Obstetra dizia q era pra dormir mesmo só do lado esquerdo, pq a veia fica livre e passa com mais facilidade o sangue ;) por isso ele gosta mais assim.
    Que o Daniel lhes traga ainda mais união, amor e felicidades pra vocês!!
    Que DEus abençoe muito você, te acompanho sempre e ja estou sofrendo por antecipação na sua licença maternidade....
    Super beijossssssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ow mulher, relaxa que o blog vai continuar sim =) E isso que vc falou de dormir do lado esquerdo faz todo o sentido mesmo... Obrigada pelas palavras e mil bjuss!

      Excluir
  8. Nanda vai ganhar uma irmãozão pra protegê-la! Quer melhor? ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Marayza, quero só ver estes dois juntos =) Bjus!

      Excluir
  9. olá, meu nome é laura, tenho 24 anos. sempre visitei o blog em busca de receitas deliciosas e dicas práticas. tenho grande paixão pela cozinha e por tudo que me faça sentir que estou servindo para algo e alguém. agora comecei a acompanhar por outro motivo. recentemente descobri que estou grávida e, em breve, terei um baby não planejado mas já muito amado. perdida é uma palavra que me traduz agora, mas é bom poder ter um cantinho pra ler, se informar, dividir emoções e, quem sabe, receitinhas pros futuros menininhos. toda sorte, juliana. eu nunca fui mãe, mas acredito ser a coisa mais linda - tirando os enjoos e as fomes incalculáveis e fora de hora.

    com amor e muitas lagriminhas.

    ResponderExcluir
  10. Que Daniel seja mto bem vindo e que venha com muita saude! Eeeeeeeeee!!! Beijos, Erika

    ResponderExcluir

Esta e outras receitas você encontra no www.pitadinha.com

Related Posts with Thumbnails