2 de ago de 2011

Das coisas que perdi



Quando converso com outras mães, ou quando divago sozinha com meus pensamentos, sempre noto o quanto contabilizamos as coisas que perdemos quando nossas crias nasceram.

Um banho demorado, uma noite de sono, uma saída despreocupada, um celular novo, um emprego, uma barriguinha sarada... Cada uma de nós tem sua listinha secreta - ou nem tanto - que vez em quando é revista, consultada, atualizada e arquivada novamente numa caixinha bem escondida dentro da gente. Não que a gente faça isso com um quê de arrependimento ou pesar. É apenas a constatação do quanto a nossa vida mudou depois que vimos as duas listrinhas na tira molhada de xixi*.

Foi então que sentei, comecei a materializar a minha lista e me dei conta do quanto perdi...


  • Perdi a noção do tempo. Um dia já não dura mais 24 horas. Dura 36, 48, quantas forem necessárias pra fazer o que precisa ser feito. Aposentei o relógio, inventei a prioridade.
  • Perdi também a necessidade de grandes coisas pra ser feliz. Basta ouvir um "mamãe", ou ganhar um beijinho pra meu coração se desmanchar de alegria. Perdi a tristeza, reinventei o sorriso.
  • Outra coisa que perdi foi a insegurança. Porque pela minha pequena, me faço grande. Perdi a covardia, abracei a coragem.
  • Perdi a arrogância de achar que o mundo gira ao redor do meu umbigo. Perdi um pouco do egoísmo, enxerguei os outros.
  • Perdi a preocupação exagerada com o que os outros pensam a meu respeito. Perdi a pose, mas subi no salto.
  • Perdi a paciência com gente chata e mesquinha. Entendi que, com isso, não tenho mesmo tempo a perder. 
  • Perdi a frescura, o nojo, a vergonha, a solidão. Perdi o medo de perder. Perdi o medo de me perder.


Realmente perdi muitas coisas. Tantas que nem lembro mais como eu era antes de perdê-las. E se você me perguntar se eu queria de volta todas as coisas que perdi, eu diria que não compreendo como um dia pude tê-las.

*Tô falando do exame de gravidez de farmácia, tá.
Imagem daqui.

26 comentários:

  1. Nossa Ju !!! Que lindo....eu tô casada a 3 anos e pensando se quero ou não ser mãe...Tenho diabetes e outras doenças e o primeiro médico com que me tratei me desaconselhou ....disse que era melhor ser uma viva só do que por um órfão no mundo....Fiquei chateada e escolhi outro médico...agora tô preparando meu corpo e minha saúde para engravidar mas, reconheço que as vezes dá vontade de desistir..dá um medinho sabe ??Mas depois desse texto , decido que vou até o fim....se for pra ter um bebê..que Deus me ajude...Obrigada..que Deus lhe abençõe...Beijinhos do outro lado do mundo ( Japão..)

    ResponderExcluir
  2. Olá Ju, em novembro faço 11 anos de casada e só esse ano marido e eu decidimos, vamos ter um baby...pra alegrar a casa, pra alegrar a familia, e por outros fatores... idade, todos nossos amigos já são pais e etc...
    Decidimos que a partir de setembro, vamos tentar. "QUE VENHA COM SÁUDE"
    Mas, depois desse seu depoimento, vejo que tenho mesmo que passar por tudo isso, minhas amigas falam é bom demais, é gostoso, é prazeroso e etc...., Mas, preciso sentir todos esses sentimentos e curtir junto com marido.
    Obrigada por me ajudar nessa linda e abençoada decisão.
    Um super beijo...

    ResponderExcluir
  3. Geovana Silva02/08/11 09:21

    Hoje acertaste em cheio... tenho duas filhas uma de 5 anos e outra de 2 anos e trabalho a tempo inteiro sou contabilista em Portugal e nessa altura do ano é verão, mas ainda não estou de férias pois as obrigações fiscais vão até 15 de agosto, isso é não tenho tempo nenhum pra mim... e elas como já estão de férias, chegar a casa e receber dois abraços... dois beijos e ainda por que demoraste tanto no trabalho??? Ou então ser recebida como se não nos viste a uma semana... é inexplicável... vale qualquer tempo que não tenho de ir a academia, de ler, de estar no sofá com o marido sem ter uma no colo e outra no nosso meio, de ver um filminho sem ser banda desenhada... Mas o amor que elas transmitem não tem preço... Sei muito bem o que é isso e adoro de paixão... Parabéns adorei o texto e adoro o seu blog!!!

    ResponderExcluir
  4. Ju,
    que post super sensível hoje.

    Linda a maternidade em sua vida! Que assim seja para todas as mulheres. Ter filho é uma resposabilidade enorme e trabalhão daqueles. Mas é um presente de Deus!

    beijos,
    Elaine Cunha

    ResponderExcluir
  5. Coisa mais linda! Coisa que só conseguimos compreender depois que somos mãe. A gente perde tanto, mas em contrapartida ganha um tanto mais que não dá nem pra contabilizar. E o que se ganha é de um valor sem fim!

    ResponderExcluir
  6. Oi Ju, passei por acaso por aqui e me apaixonei pelo teu blog.... tá add aos meus favoritos e já indiquei às minhas amigas.... parabéns, vc escreve mto bem. Adorei mesmo. Bjus Mi

    ResponderExcluir
  7. Ive Resende02/08/11 11:08

    Lindo, adorei. :)
    Tentativas para outubro, :D. Então, já já espero poder sentir isso tudo que você colocou em palavras NA REAL. Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Poxa, Sheila, se você está mesmo disposta a vencer algumas limitações pra ter um baby, é por que vai curtir muito mais ainda tudo que a maternidade vai te trazer. Desejo tudo de bom pra você e que Deus conceda o que você tanto deseja =)

    Cris, que coisa boaaaa! E sim, não dá pra saber, não dá pra calcular, só dá pra viver. E eu só digo uma coisa: não tem por que ter medo =)

    Geovana, é amor demais, não? Eu só tenho uma por enquanto, você tem amor em dobro! E que vale a pena? Oh, se vale! Bju pra você!

    Elaine, é sim =) Como acertar sozinha na loteria!

    Eva, concordo em gênero, número e grau.

    Mi, seja bem vinda!!! Obrigada pela indicação, senta e pega uma fatia de bolo, por favor!

    Ive, que ótimooooo!!! Desejo tudo de bom, de verdade <3

    ResponderExcluir
  9. Lindo texto!
    Faz apenas 13 dias que virei mãe do pequeno Francisco e me pergunto como pude viver antes dele! Eu perderia qualquer coisa por essa experiência única que é ser mãe!
    Os valores e prioridades mudam, sem dor, sem sofrimento, por amor!
    bjinho

    ResponderExcluir
  10. To na mesma situação da Cris, e será e será, estou num relacionamento de 11 anos, até o momento não tinha despertado para isso, mas agora parece que o relogio biologico está fazendo tic tac no meu coraçãozinho. Mas são tantas duvidas e incertezas..Dá um medo.

    ResponderExcluir
  11. Lindo o texto ... me identifiquei muitooo!Ser mãe é algo maravilhoso!Tenho um pequeno de 1 ano e 10 meses e ele foi a melhor escolha da minha vida!Amoo seu blog!Parabéns!
    Bjoos

    ResponderExcluir
  12. Lindo, lindo este texto.... tb sou mãe e o que vc disse é realmente o que acontece!!
    Nada paga o tanto de outras coisas que ganhamos e um "mamãe" então....como consegui viver sem isto antes? Como eu era antes? A gente não se lembra mesmo!!
    Obrigada por compartilhar!
    Ana Carolina

    ResponderExcluir
  13. Lindo o texto ... me identifiquei muitooo!Ser mãe é a melhor coisa do mundo,principalmente quando minha pequena que esta fazendo 5 aninhos hoje ,me olha e diz:mamae voce é linda e gostosa,como voce ta macia e quentinha!me derreto e esqueço de tudo que perdi e só agradeço a Deus por tudo que ganhei com ela! Amoo seu blog!Parabéns!
    Bjoos

    ResponderExcluir
  14. Simplesmente lindo!!!

    Beijos,
    Vanessa

    ResponderExcluir
  15. Adorei o seu texto! E a primeira vez que entro no seu blog e ja me ganhou! Eu ainda nao sou mae, nem casada, mas tenho certeza que e a melhor coisa do mundo e que e exatamente como voce descreveu o que eu vou sentir.
    Parabens, vou passar por aqui sempre.

    ResponderExcluir
  16. Lindo post, Ju. Inspirador para as futuras mamães, como eu. :)

    ResponderExcluir
  17. Lindo texto. Lucas chegou na minha vida há três meses e parece que sempre esteve aqui. Tudo muda para melhor. Sou muito mais humana agora! Bjs

    ResponderExcluir
  18. Ju, suas reflexões neste texto são demais. Vc tem um dom para colocar em palavras escritas o que muitas vezes está só no nosso pensamento.

    Eu me enxerguei em suas reflexões, afinal, tenho 21 anos de casada e 3 filhos: 18, 15 e 8 respectivamente. E o médico disse que eu não poderia gerar, mas o Nosso Deus é tão maravilhoso que me presenteou com 3 meninos maravilhosos e que realmente transformaram meu mundo!

    Amei de coração seu texto Ju! Parabéns!

    Beijo

    Eliane (Leituras de Eliane)
    (Mundo da Casa)

    ResponderExcluir
  19. Só posso dizer: Que lindo!!!!!

    ResponderExcluir
  20. Lindo! Lindo! Clap, clap! :D

    Beijos de uma (se Deus quiser!) futura mãe que nem faz idéia do que ainda vai perder.

    ResponderExcluir
  21. Ana Azevedo03/08/11 01:04

    Lindo! Só quem é mãe sabe!
    Qdo meu filho tinha uns 6 anos + ou -, eu estava na cozinha preparando algo e ele lá no computador no último quarto(nosso ap. é comprido)...então, ele foi lá na cozinha, me chamou, eu virei e ele disse:
    Mãe, eu sou muito feliz com vc!!!!!
    Eu nunca esqueci isso!
    Até hj comento com ele e hj ele está com 1,85m, vai fazer 17 anos e se batizou o mês passado!
    No dia do seu batismo, lembrei da 1ª vez que o levei à igreja e louvei a Deus pela Sua fidelidade!

    ResponderExcluir
  22. só pra dizer que eu amei o post por aqui tambem! :}
    ta lindo demais!
    muito amor viu!
    nem imagino como seja isso! mas isso é temporario!
    se é! <3

    ResponderExcluir
  23. Oi Juliana, estou o blog por indicação do Filipe! :)
    Meu bebe tem 1 mês e meio.. Ainda não parei para contabilizar o que perdi.. Um amor sem tamanho tomou conta de mim; um sentimento indescritível que não me deu folga para pensar em perdas.. e eu espero que não dê mesmo, não é! A gente ganha tanto!
    Seu post traz força, inspiração e convicção!

    Beijos

    .Jeane

    ResponderExcluir
  24. Oi Jeane, um bebê em casa é muita alegria, né =)
    E sim, a gente só ganha mesmo e muito!!!

    ResponderExcluir
  25. Oi, Juliana.
    Lindo seu texto,também fui mãe jovem como você. Tenho 3 filhas e 2 netos e sou muito feliz com eles.
    Quando minha filha Roberta cuida das minhas unhas , ou a Paula fala mãezinha te amo. E quando eu saio , na volta o Miguel fala: Vozinha, não faz mais isso não que eu fico com saudade.
    Não há perdas, só ganhos!
    beijos, Angela

    ResponderExcluir

Esta e outras receitas você encontra no www.pitadinha.com

Related Posts with Thumbnails