3 de jun de 2011

X-caboquinho

Caboco (variação de caboclo) é como usualmente se chama o povo amazonense. Longe de ser uma simples explicação da miscigenação racial, aqui ela tem outro sentido. Tem gente que se ofende por ser chamado assim, pois essa é daquelas palavras que dependendo da boca de quem sai e com que intenção, vira mesmo ofensa. Sinônimo de matuto, caipira, essas coisas. Mas eu prefiro pensar que caboco é aquele que valoriza suas origens e sua cara, morena e sempre simpática, de cabelo liso e olhos puxados. 

Pois então, o x-caboquinho é um sanduíche com essa nossa cara, que mistura queijo e fruta e é presença garantida nas bancas de café da manhã espalhadas pela cidade.

Fiz esse post por que alguns leitores ficaram curiosos pra saber do que se tratava, portanto aqui vai uma foto caprichada pra vocês:






















O x-caboquinho é um pão francês com queijo coalho, banana frita e lascas de tucumã, que é uma frutinha que tem mais caroço do que polpa, é bastante fibrosa e meio salgadinha. Aqui ela vira recheio de tapioca, sanduíche, vira sobremesa e já vi até em risoto. Há famílias que garantem o seu sustento só com o trabalho de descascar tucumã, o que requer uma certa habilidade.

Difícil não começar o dia bem depois de um sanduichinho assim hein?

9 comentários:

  1. izabella medeiros03/06/11 13:21

    Juuu, to com água na boca, de verdade!

    Adoro essa mistura de doce com salgado. Delícia!!!

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Patricia Menezes03/06/11 14:21

    Eba! Vou testar aqui em Recife! Se bem bem que sem o tucumã vai virar outra receita, x-frevinho, talvez! hahahaha

    ResponderExcluir
  3. Será que tem como trazer tucumã? E Baré, farinha, mingau de banana e tacacá. Pupunha não precisa :D

    ResponderExcluir
  4. Camilla Bacelar03/06/11 23:06

    Tacumã aqui em Recife é macaíba. Quando fui pra Manaus, morríamos de rir dessas situações, das coisas terem nomes completamente diferentes em diferentes lugares. Era bem engraçado! O nome das coisas por aí tem uma origem bem indígena, muito legal!

    Eu até experimentei esse sanduíche, que é, realmente, muito famoso, mas confesso que não gostei.

    Abraço!!

    ResponderExcluir
  5. Acabo de conocer tu blog y la verdad que es una maravilla la recetas que tienes, por lo que me hago seguidora de tu blog para poder seguirte y espero verte pronto un beso y gracias por compartir tus recetas con todos nosotros

    ResponderExcluir
  6. Patricia Menezes04/06/11 20:45

    Macaíba é tucumã?! Dei uma pesquisada rápida e vi que os dois são de palmeiras diferentes... será que têm gostos parecidos? Alguém já provou os dois?

    ResponderExcluir
  7. Camilla Bacelar05/06/11 02:40

    Na verdade, quem falou que os dois eram a mesma coisa foi a minha mãe. Eu não conhecia nem um nem outro. Talvez sejam só parecidos mesmo...

    ResponderExcluir
  8. Camilla Bacelar05/06/11 02:45

    Sim...e essa história de as famílias tirarem seu sustento de descascar, fazer artesanato e coisa e tal do jacumã/macaíba eu bem vi lá pelo centro. Eles ficam no meio da rua "tratando" a fruta... :) E em Manaus tudo vira artesanato, e isso é massa! Tudo é super original, afinal, uma cultura tão rica daquelas, com aquela florestona, só lá. :)

    ResponderExcluir

Esta e outras receitas você encontra no www.pitadinha.com

Related Posts with Thumbnails