16 de mai de 2011

Polenta gratinada

























Eu ainda não havia assistido a Annabel, que tem um programa de culinária no GNT. O programa passa aos sábados depois da Nigella. De cara não gostei muito pois ela tipo saiu numa lancha pra buscar uvas verdes na fazendo do amigo num sei o que lá pra fazer um treco bem trabalhoso. Só aí eu já tinha cansado. Mas como pra mim ver programa de culinária é quase uma compulsão insisti e continuei assistindo e ainda bem, pois aprendi um monte de coisas legais. Uma delas foi que ela preparou uma polenta cremosa que me deixou salivando.

Peguei a base da polenta dela, incrementei um pouco, e confesso que pequei, tô aqui escrevendo esse post passando mal de tanto que eu comi. A minha idéia era que a polenta virasse um prato único, pra servir no máximo com uma saladinha. Como eu gosto de polenta com linguiça refogadinha no molho de tomate, peguei a linguiça e passei pro lado de dentro da polenta, já que a chance de dar errado era bem remota. Gostei muito do resultado, então eis a receita adaptada:

  • 1/2 cebola picada
  • 1 xícara de coentro picado
  • 2 dentes de alho picados
  • 1 linguiça calabresa ralada no ralo grosso (tire a pele que fica mais fácil)
  • 2 xícaras de flocão
  • 6 xícaras de água fervente
  • 1/2 caixinha de creme de leite
  • 1 xícara de mussarela picada
  • Sal à gosto
  • Azeite para refogar e untare
  • Parmesão para polvilhar
  1. Ligue o forno a 200º
  2. Unte um refratário com azeite e reserve
  3. Coloque água na chaleira
  4. Em uma panela, refogue o alho, a cebola e o coentro
  5. Acrescente a linguiça, mexa e quando começar a dourar tampe a panela e mantenha o fogo baixo
  6. Quando a cebola estiver transparente e a linguiça tenha soltado um pouco de gordura, acrescente o flocão e em seguida a água fervente
  7. Mexa bastante e sem parar até virar uma papa bem grossa e que ao passar a colher você veja o fundo da panela
  8. Apague o fogo e misture o creme de leite e em seguida o queijo
  9. Acerte o sal e transfira para o refratário, nivelando com as costas da colher
  10. Polvilhe parmesão ralado em toda a superfície e leve ao forno por 40 minutos ou até ficar douradinho
Importante: essa polenta não deve ser servida quente tanto por que ela vai desmanchar no prato como pelo sabor, que à medida que esfria, fica mais apurado. Tenha mais paciência do que eu e deguste-a quando estiver morna pra fria. Pode acreditar, fica muito mais gostosa...

7 comentários:

  1. me deu água na boca essa hora da manhã, pode? nem sao 7 horas ainda!

    adoro polenta, e achei boa idéia a linguiça ir pro lado de dentro.

    também curto programas de culinária, é vendo que se aprende, antes viamos as mães e avós no fogão, foi assim que tomei gosto pela cozinha, e continuo aprendendo com esses programas que inspiram, né?

    bjs
    Ju

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro polenta mas nunca me atrevi a fazer. Achei que era uma coisa super complicada mas tô vendo que meus poucos dotes culinários são suficientes! hehehe

    Só fiquei com uma dúvida: você usa aquele flocão para fazer cuscuz ou é aquela mistura própria para polenta?

    Bjsss

    ResponderExcluir
  3. Ju, eu também fiquei com tanta vontade que fiz essa receita de novo hj, acredita? kkkk

    Carina, usei o flocão mesmo, mas pode ser fubá também, aquele mais fininho =) Faz que vc vai ver como é simples...

    ResponderExcluir
  4. Esse flocão é aquele flocão de cuscuz?

    ResponderExcluir
  5. Eu ainda fiquei sem saber o que pé flocão. Pensei que se fizesse com fubá!!!

    ResponderExcluir
  6. Também queria saber.Será que é aquela que se faz farofa?

    ResponderExcluir

Esta e outras receitas você encontra no www.pitadinha.com

Related Posts with Thumbnails