7 de abr de 2011

Tem como não apertar muito?

Andam dizendo que faz tempo que não escrevo meus desabafos por aqui, e me dei conta que é verdade. Mas sabe o que é? É que geralmente o que me dá inspiração pra escrevê-los são os momentos críticos/tristes/chatos. Que graças a Deus, nunca mais bateram na minha porta. Já dizia Vinicius que pra se escrever um samba com beleza é preciso um bocado de tristeza, e quem sou eu pra discordar dele?
Pensando melhor, não é que os momentos críticos/tristes/chatos sumiram, acho que fui eu que mudei diante deles. Sei lá, acho que minha casca engrossou mais um pouquinho.
Eu não sei se com vocês é assim, mas comigo sempre acontece tudo ao mesmo tempo agora. Quebra uma coisa que tinha funcionar naquela hora, me dá enxqueca, acontece um imprevisto e acaba a comida toda, sabe assim, tudo junto? E aí minha atitude geralmente era começar a chorar, ficar revoltada e falando pra mim mesma como eu sou uma lascada na vida. Mas acho que de tanto passar por isso o stress diminuiu, o sangue frio entrou em cena e me vi uma pessoa diferente. A vida tem dessas coisas né? Mas e aí o quê que eu faço com a minha inspiração? Sei não...
Então enquanto essa prisão-de-ventre-cerebral não passa, continuo aqui cozinhando, cozinhando... esperando que ela volte pra me dar notícias lá de onde ela andou.
Mas pra não dizer que esse post não teve nada de bonito, deixo imagens da coisa mais linda e preciosa do mundo... tem como não apertar muito?


























12 comentários:

  1. NAO, NAO TEM COMO NAO APERTAR MUITO!


    essa sua filhota é uma delicia! ^^

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o outro comentário: NÃO TEM COMO NÃO APERTAR!

    Que delicinha!

    ResponderExcluir
  3. Adoro ler seus comentários, alías....sua filhota é mesmo muito fofa, tem mesmo que apertar muito.
    Bjusss

    ResponderExcluir
  4. Juliana !!! Adoro ler sempre seu comentário!!Linda sua bonequinha Fernanda !!! Eu também apertaria muito essa gracinha de menina!!! :) Beijooss

    ResponderExcluir
  5. Sua filha é muito fofa, mas afinal, filha de peixa, peixinha é......
    Se fosse eu passaria o dia apertando a fernanda!!!!

    Bjokas!!!

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Esse pé da foto eu adoro apertar! Bom, com uma coisa linda dessas pra apertar/cheirar/admirar, todo o resto passa a ser secundário. É linda essa fernanda. Saudades...vovó/mamãe. Amo vcs!

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pelo seu post Ju. É verdade o que disse. A gente acaba mudando durante a nossa vida e nosso comportamento diante de circunstâncias difíceis muda tb. Creio que é o amadurecimento que chega para todos nós.
    Agora, essa sua filhota é muito fofa. Tem que apertar, amassar, acarinhar e outros ar, pq depois ela vai crescer e isso só vai ficar na lembrança...

    Beijo

    Eliane (Leituras de Eliane)

    ResponderExcluir
  9. Nanda > aperta > Nanda =^.^=

    ResponderExcluir
  10. Sabe que eu penso igual, eu já me estressei com tanta coisa besta que hoje, pra me tirar do sério, tem q ser bom! Eu tenho uma filosofia, sempre que algume me faz alguma coisa eu me pergunto: Eu consigo conviver com isso? Se eu conseguir, nem vou me dar ao traballho de armar um barraco, pra depois ter q desculpas mesmo, e se eu não consigo, mando "andar" e não dou bola a mesma coisa!!!!Ajuda muito!
    E quto as coisas acontecerem juntas, aqui no trabalho a gente brinca sempre, que é a séria "desgraça pouca é bobagem!" hihihihihi
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Tem que apertar muito mesmo, ela é fofa demais!!!!
    Parabéns, mamãe!

    ResponderExcluir

Esta e outras receitas você encontra no www.pitadinha.com

Related Posts with Thumbnails