26 de mar de 2011

"Mamãe, eu quero mamar..."

Foto daqui

Mãe que amamenta seu filho só tem a ganhar: proporciona a alimentação completa pro bebê e ainda o protege com anticorpos que só o leitinho de mamãe tem. Além do mais, queima caloria que é uma beleza e a balança agradece. E isso tudo sem gastar um centavo.

Mas a gente sabe que, infelizmente, seja por que razão for, muitas mães não conseguem amamentar seus filhotes, e aí só resta apelar para as fórmulas, o que traz uma rotina de lava daqui, esteriliza dali (*), e, na hora de sair de casa, é aquela operação de guerra pra garantir que o baby não vai ficar com fome. Eu preparava uma mamadeira e colocava naqueles recipientes térmicos, e ainda levava a lata dentro da bolsa, maior trabalheira. E o medo de o leite estragar antes da Fernanda ficar com fome?

Um truque que mudou a minha vida foi uma forma de "pré-preparar" as mamadeiras, inventada pela tia do meu marido, que é pediatra e ensinou pra minha sogra quando meu marido ainda era um bebezinho. Veja como é simples:

  1. Lave as mamadeiras e seque muito bem por dentro com uma fralda limpa.
  2. Coloque a quantidade de leite em pó que você costuma preparar dentro de cada mamadeira e feche normalmente (com o bico e a tampa).
  3. Leve na bolsa, junto com as mamadeiras, uma garrafa com água mineral (apesar do fabricante indicar água levemente aquecida, o leite dilui tranquilamente na temperatura ambiente).
  4. Na hora que precisar preparar o leite, é só colocar a água dentro da mamadeira e mexer até diluir tudo. Prontinho! Seu bebê tem leitinho sem perigo de tomá-lo estragado.
Tem bebês que estranham um pouco a água em temperatura ambiente, mas a Fernanda logo se acostumou. E   olha ela aqui brava porque eu ficava tirando foto pro post e não entregava logo a mamadeira pra ela:


























(*) Importante: o processo de esterilização teve ressalvas depois que descobriram que uma substância nociva - o bisfenol - era liberada pelo plástico da mamadeira e consumida pelo bebê através do leite. A conclusão a que chegaram foi que, se possível, as mães trocassem as mamadeiras de plástico por mamadeiras de vidro, ou que jamais aquecessem o leite dentro da mamadeira (no caso de mães que tiram leite do peito e deixam na geladeira pra aquecer depois). Além do que, após os seis meses, não é preciso mais esterelizar mamadeiras, chupetas e afins. Basta uma boa lavagem com água e detergente =)


Update: Gente, eu entendo que esse é um assunto que mexe com questões muito pessoais, seja de quem amamenta, seja de quem não conseguiu amamentar seu bebê. Acredito que todas as mulheres aqui são informadas, concordam que a amamentação é fundamental, e esse post não questionou isso em momento algum. Quem se deu ao trabalho de ler, tenho certeza que entendeu direitinho. Dou parabéns a todas as mães que assumiram que lutaram muito pra amamentar, deve ter sido uma vitória linda e gratificante, que realmente muitas mulheres não encarariam. Mas sejamos sensíveis também com aquelas muitas que, por algum motivo, não conseguiram? Até por que esse post foi escrito pensando nelas =)

27 comentários:

  1. Cadê a "importância" da amamentação? Aqui so' ensina a preparar mamadeiras... pensei que o link daria boas dicas, como a de procurar os bancos de leites, ou ainda de ressaltar que toda mãe tem leite e que não existe leite fraco...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a amamentação eh importante sim, mas seguido do titulo 'mamae eu quero mamar' vem logo uma foto de mamadeira, da-se para notar q o assunto nao seria amamentação nao é? acho q não cabe criticas a esse post, Já q todas sabemos que amamentação eh fundamental nao devemos subjugar a mãe que nao amamenta. ela nao eh menos mae que ninguem, e tambem merece dicas sobre preparo e cuidados com a mamadeira. pois diferente dos nossos filhos q amamentam, a criança q toma mamadeira esta mais sujeita a bacterias, entao o texto foi de muita importancia e a dica tambem! abraços flores.
      Bruna - Mae do Matheus 1 ano e 6 meses amamentado ao seio pras fuxiqueiras de Plantao

      Excluir
  2. Concordo, Renata! Fui toda animada ler sobre amamentação e me deparo com um texto ensinando a preparar mamadeiras! Que absurdo! Um total desserviço aos esforços, muitas vezes hercúleos, de tantas mães que amamentam, fora todas as dificuldades enfrentadas pelos bancos de leite... Nota ZERO!

    ResponderExcluir
  3. Se tirar pela primeira frase da reportagem "Mãe que amamenta seu filho só tem a ganhar", a leitora fica animada! Mas só pela primeira foto e a conversa de preparar mamadeira, sinceramente, nada a ver!
    Nota ZERO!

    ResponderExcluir
  4. Coitada da criança... até pode querer mamar, mas não vai.
    Um horror!

    ResponderExcluir
  5. Discordo com as mães acima, amamentar é uma maravilha como a Ju citou no primeiro parágrafo, mas infelizmente não é pra todas as mães. Ou em que mundo vivem vcs que nunca viram uma mãe sofrer pra tentar estabelecer a amamentação e apesar de todos os esforços ter que partir pra fórmula industrializada????.... Afinal a prioridade em toda essa história é nutrir o bebê. Bom censo sim, radicalismo não!
    Aprovo super o post e tenho a acrescentar minha experiência, meu jeito de preparar uma mamadeira novinha em qquer lugar era levar água quente dentro de uma garrafinha térmica pequena e água fria dentro da mamadeira, misturando as duas até a temperatura ideal, e o leite em pó já saia dosado de casa nesses potinhos dosadores, o meu cabia tres doses, autonomia pra umas nove horas de passeio com o baby!
    Valeu Ju, beijão!

    ResponderExcluir
  6. É VERDADE A CHAMADA DÁ A ENTENDER Q VC VAI FALAR DA AMAMENTAÇÃO NATURAL E N DÁ MAMADEIRA, GOSTO DE OUVIR SOBRE AMAMENTAÇÃO POIS MINHA FILHA JÁ TEM 3 ANOS E N CONSIGO TIRAR, TENHO PENA, FICOU DEVENDO ESSA, BJSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  7. Cadê a "importância" da amamentação? Aqui so' ensina a preparar mamadeiras... (2)

    E Viviane, será mesmo que não é pra todas? Afinal todas nascemos com glândulas, ductos e secretamos prolactina, POUCAS, POUQUÍSSIMAS mulheres apresentam mesmo algum problema físico de verdade que impeça a amamentação... todo resto está no QUERER de verdade... quem quer supera todas as dificuldades e amamenta o filho, mastite, candidíase, baixo fluxo de leite devido a cirurgias anteriores na mama, e muitos outros fatores não foram impeditivos pra muita gente por aí, eu inclusive, por isso repito, quem quer amamenta!!!

    P.S. e o senso a que você se refere no post é com S. =D

    ResponderExcluir
  8. Paty Brandão, agradeço a correção do português, passou batido mesmo.... de resto, não retiro nenhuma palavra, cada caso é um caso o que não faz de uma mãe que não tem sucesso na amamentação, menos mãe do que as demais!

    ResponderExcluir
  9. Amanda Alves26/03/11 21:49

    Estou passada! É isso que você chama de amamentação??? Eu não entendo porque as pessoas acham que o leite de vaca é melhor para o ser humano do que o leite materno (humano). Será que vocês acham que o bezerro deve tomar leite humano e os bebês humanos devem tomar leite de vaca?
    Quando não se tem o que escrever, é melhor não postar nada!

    ResponderExcluir
  10. Nossa, fico feliz de ver tantas mães defendendo fervorosamente a amamentação! =) E que com certeza vieram parar aqui por conta do link que nosso parceiro divulgou no twitter, que por sinal, pelo texto utilizado, dava a entender que realmente era um post falando sobre o aleitamento materno. Confusão né, mas isso acontece nos melhores blogs.

    Vivi, bjuuuu pra você!

    ResponderExcluir
  11. Sabia que mais cedo ou mais tarde ia sair um "menasmãim", hehehehe!

    Juliana, só uma curiosidade porque um post de dicas(até legais pra quem alimenta com fórmulas) numa matéria SOBRE aleitamento materno??? Brodagem???

    ResponderExcluir
  12. Mulherrrr, kkk, acho que é a correria muito grande lá no portal. Aí eles devem ter entendido que o post era sobre aleitamento e linkaram com aquele título. Ser humano, né, quem nunca errou, que atire a primeira pedra, rsrs... Mas já avisei lá, eles já já vão corrigir. Bju :*

    ResponderExcluir
  13. Ok Ju,
    Tá desculpada da confusão, mas agora você fica devendo um lindo post sobre aleitamento!

    =*

    ResponderExcluir
  14. Ow mulher... torce por mim que no próximo baby vou tentar tudo e mais um pouco de novo. Um dia te conto a minha história, kkk. Mas sobre o post, deixe cumigo =)

    ResponderExcluir
  15. Paty Brandão, eu quis MUITO, me preparei MUITO, não tenho nenhum problema físico, nenhuma cirurgia nas mamas, e não consegui, nem na primeira filha, quando me torturei pensando que a culpa era minha, por ser mais nova e menos experiente me deixei levar por um monte de discursos radicais, que considero completamente desnecessários em um momento tão delicado pelo qual a mulher está passando.

    Na segunda filha procurei ajuda, carregando essa culpa por 7 anos, me esforcei pra ter a pega correta, fiz relactação, bebia religiosamente 4 litros de água por dia, tirava leite quando ela dormia mais de 3 horas, deixei minha filha berrar de fome porque não aceitava dar fórmula, tomei o chá da mamãe, fiz massagens, comi aveia, etc, etc, etc. Ah, tomei plasil e desesperada, até ao tal equilid me submeti (pense, tomar antidepressivo sem precisar pra poder amamentar!!!!!!!) e ele me deu uma alergia horrível, que escondi da médica e do marido por 4 dias só porque estava conseguindo amamentar.

    E fico muito furiosa quando alguém diz que não amamentei porque não quis! Eu quis sim e muito e é uma das frustrações que vou carregar ao longo da vida, ter amamentado apenas dois/três meses, mas tenho certeza que não, INFELIZMENTE não basta querer e se esforçar, para algumas pessoas simplesmente não dá.

    Mamadeiras e fórmulas são sim uma realidade para muitas mães e Juliana, a dica da água em temperatura ambiente eu recebi na primeira filha e suuuuuuuuuuuper recomendo, nem sempre é possível manter a água quentinha ou esquentá-la em qualquer lugar e o bebê ficar sem mamar é que não pode né!

    Minha filha toma em temperatura ambiente e não tenho problemas para viajar, passear e até mesmo ficar presa no trânsito, já minha irmã passa um sufoco com minha sobrinha que só toma mama quentinho :o)

    beijoca

    ResponderExcluir
  16. Mamãe eu quro mamar!!????

    a)Mamadeira com leite artificial na temperatura ambiente.

    b)Seu leite produzido na temperatura certa, com tudo que preciso, no calor do seu colo.

    ResponderExcluir
  17. Viviane Peres estou contigo quando fala de radicalismos não, porém um post para ensinar preparar mamadeiras, na minha opinião, é completamente desnecessário! Ainda mais quando a chamada é sobre AMAMENTAÇÃO! Sou um exemplo vivo de persistência para amamentar, não desisti em nenhuma das barreiras que enfrentei (bebê de baixo peso e prematuro, pouco leite, bebê preguiçoso, homeopatias e tudo mais, relactação, algumas mamdeiras...) Mas hoje, minha filh atem 1 ano e 2 meses e nem pense em desistir do peito e eu muito menos de oferecer à ela! Ainda tomo homeopatia e siguimos nas dificuldades e nas delícias de amamentar! Menos de 10% das mulheres realmente tem algum problema real para amamentar, o restante é dificuldades que com boa orientação e insistência se resolve!
    Abraços

    ResponderExcluir
  18. Gente o que é isso? Incentivo para a mamadeira! A amamantação é boa mas se não der usa fórmulas!
    Não consegue amamentar quem não quer e quem não tem apoio e informação e ainda se depara com matérias como essa, desculpe, mas pra mim foi surpreendente a abordagem tão anti natural e limitada. Os beneficios da amamentação são inúmeros: saúde, amor, vínculo, pra dizer o mínimo, os maleficios das fórmulas também são inúmeras: alergias, enfraquecimento do sistema imunológico, alta ingestão de gordura, também pra dizer o mínimo.
    Enfim, amamento meu filho de 2 anos e 8 meses, um menino muito saudável que nunca fica doente, muito esperto, inteligênte, independente e seguro.
    Seguindo a orientação da Organização Mundial de Saúde e meus instintos maternos a amamentação é prolongada aqui em casa, como se inicia seus texto nós só temos a ganhar e nossos filhos também.

    ResponderExcluir
  19. Bom, fiz uma redução de mama e passei por muitos processos difíceis para conseguir amamentar, cheguei a pensar em desistir e também que parir tinha sido muito mas fácil do que amamentar!! Hoje meu pequeno está com 8 meses, gordinho com muito leite MATERNO!! As vezes precisamos ser radicais para alcançar nossos objetivos.
    Amamentação é VOCAÇÃO e infelizmente não são todas a mulheres que seguram essa onda!

    bjss

    ResponderExcluir
  20. Querida Juliana,

    Eu ADOREI o post e achei muito útil também. Sou defensora e SUPER a favor (inquestionavelmente) da amamentação, mas sempre há mães que tentam de todas as maneiras e não conseguem, SIM.

    Por isso, sou e sempre fui contra radicalismos. Eu, por exemplo, não sou mãe biológica da minha pequena e apesar de ter tentando amamentar (sim, é possível) eu não consegui. Nem por isso sou mais mãe ou menos mãe do que outras e nem por isso, também, deixo de pensar em alternativas de alimentação mais saudáveis para minha princesinha - que a propósito e GRAÇAS A DEUS - é super saudável :-)

    Adorei as dicas. Siga em frente :-)

    ResponderExcluir
  21. Eu tive duas filhas e muitos problemas com a amamentação. A primeira filha não mamou. Não teve dica, ajuda que desse certo. O engraçado é que a cada visita eu entrava em pânico com a pergunta: Ela está mamando direitinho? Porque depois da minha resposta meu peito entrava em sofrimento. Eu sei que todas queria ajudar, mas não foi bom não. Era um tal de segura o peito assim, aperta assim, pega assim e coloca a menina que depois de alguns instantes entrava num desespero tão grande e depois eu também ao vê-la naquela situação... isso durou uma semana mais ou menos, até que na visita ao meu médico falei de minha dificuldade em amamentar e ele disse dê leite!!! E eu: Mas e os benefícios do leite materno etc., etc., etc., ... ... ele repetiu, dê leite, sua filha não vai morrer por isso. Essa situação não está lhe fazendo bem e nem a criança. Eu vinha retirando o leite e dando a ela de colher ou na mamadeira. Acontece que minha filhota não gostava de comer, não chupava o peito e mesmo na mamadeira eu tive muita dificuldade em alimentá-la. E quase usava as mamadeiras assim como você indicou. Eu tinha um recipiente onde podia colocar tres "doses" de leite. Era somente passar para mamadeira e colocar água, balançar bastante e dar a bebê. Já a segunda nasceu no IMIP graças à Deus!! Lá me ensinaram direitinho a solucionar o problema do mamilo invertido e assim a pequena mamou até demais. Então, não é hora de sacrificarmos aquelas que não puderam amamentar no peito seus rebentos nem criticar alguém que as compreendem e dão dicas para facilitar uma situação que não é nem um pouco confortável. Era horrível dizer que Dudinha não mamava no peito.
    bj

    ResponderExcluir
  22. É, muita gente não se deu ao trabalho de ler a matéria e já foi logo criticando.

    ResponderExcluir
  23. Quando minha filha era pequena (já tá com 2 anos e meio, rs!), ela precisou tomar leite artificial (fórmula). Só que eu fazia o contrário: deixava as mamadeiras com água prontas e tinha um potinho separado com as porções da fórmula. Daí era só misturar na hora da fome. ;)

    ResponderExcluir
  24. Gente, o que é isso?
    Uma inquisição contemporânea, das mães?
    Quem não dá o peito pro seu bebê é menos mãe, que aquelas que dão?
    Pelo amor de Deus e dos nossos filhos. O título do post está coerente sim, com a proposta do que foi escrito. Essa é a relaidade de mães como a Juliana e vale a dica.
    Me dei ao trabalho de consultar o Aurélio e nele diz:
    "ma.mar: sugar ou chupar (o leite de quem amamenta, ou o que está na mamadeira).
    Não amamentei meu filho por muito tempo porque ele tinha fome e eu não produzia, leite necessário para satisfazê-lo (sim isso existe, não estou falando de qualidade e sim de quantidade, viu?). Ele mamou por 1 mês, não tive nenhum problema, mas ele não ganhava peso, começou a desnutrir. Dava pena de ver o meu Tonico magrinho, mamando o meu leite todo até o meu peito ficar murcho e mesmo assim, ele ainda tinha fome. Aí, achei sacanagem com o meu filho, segui o conselho da pediatra e dei leite pra ele. Depois da 1º mamada de Nan, vi meu filho verdadeiramente satisfeito e não me arrependo de nada que fiz.
    E tem mais...se você, assim como eu e a Juliana, seja lá por que motivo for, não conseguiu amamentar, não encuca não. Seu filho não vai morrer, porque mama na mamadeira e nem você, vai arder no fogo do inferno, por isso. Essa postura cruel de criticar, é coisa de gente xiita, ultra radical, que não consegue perceber o óbvio: as diferenças existem e temos que saber respeitá-las.

    ResponderExcluir
  25. Meu deus, quanta mãe idiota!!
    Sim, pois julgar uma mãe que não pode amamentar é no mínimo cruel!
    Eu sou mãe de um bebê de 4 meses e ele é amamentado no seio porém não foi tão simples assim. No primeiro mês ele tomou praticamente Leite Artificial pois eu não produzia leite suficiente. Cheguei a ficar 5 horas com ele no peito direto. O bico do meu seio rasgou e caiu um pedaço de tanto ele sugar e não ter nada. Ele chegou a mamar sangue!!! Eu chorava horrores de muita dor e ele de fome. Cheguei a comer dois kilos de canjica branca em 3 dias. Nada funcionava.
    O pediatra dizia não se sinta culpada pois o importante é alimentar o bebê e as fórmulas de hj em dia são muito parecidas ao LM. Disse ainda que fazer uma mamadeira com Leite Artificial com amor e carinho não vai te fazer menos mãe. Isso me tranquilizou.
    O problema foi que ele não gostava do LA e tomava forçado depois de chorar de fome no peito sem nada. Ficou 1 mês no LA e depois por um milagre começou a mamar no peito e o leite fluiu e hoje só mama no peito.
    Passei pelos dois lados e por isso digo nunca aponte o dedo para uma mãe que dá LA ao bebê pois não consegue amamentar.
    Amamentaçao no seio é importante mas se não consegue de forma nenhuma produzir leite suficiente não deixe o bebê chorando de fome porque na sua cabeça ele tem que mamar no seio de qualquer jeito.
    Meu sonho era ter parto natural, acho lindo mas no último dia ele enrolou o cordão no pescoço Vou fazer oque? Forçar o parto natural e arriscar sufocar meu filho ou fazer uma cesárea com tranquilidade e sem riscos?
    Não sejamos radicais pessoas!!!!

    ResponderExcluir
  26. Gente, como tem louco no mundo!!! Estava aqui me deliciando com estas receitas maravilhosas (desde o início), li as dicas pq tenho um bebê de 6 meses e tb faço como vc. Ao ler os comentários, levei um susto. Que falta de respeito, tb não pude amamentar, mas só minha família e Deus sabem tudo o q eu passei... ai, vem estes sermões sem nexo, sem cuidado ao falar. Todo mundo sabe do valor do leite materno, como é importante a amamentação. Agora, além do fato de ser leite materno ou não, temos que nos preocupar com a nossa própria educação, pq servimos de modelo para nossos filhos. Sei que o post é antigo, mas me assustei. Parabéns pelo blog, só receitas deliciosas e saudáveis, sua filhota deve ser muito saudável por que vc sabe unir o gostoso ao nutritivo. Abraços

    ResponderExcluir

Gente, eu realmente gostaria de responder os comentários prontamente, mas na correria não tenho conseguido. Quando houver dúvida sobre as receitas, favor mandar por email (contato@pitadinha.com) ou na fan page (www.facebook.com/pitadinha) que lá eu respondo mais rápido! Obrigada pela compreensão!

Related Posts with Thumbnails