10 de fev de 2011

Eu não sei - um poeminha besta



Eu não sei desossar frango
Não sei fazer calda de pudim
E olha que nem é tão difícil assim
Não sei confeitar bolo nem fazer pão
E às vezes faço papa de macarrão
De vez em sempre exagero no sal
Mesmo sabendo que faz mal
E só cozinho peixe se for o filé
Se for inteiro, nem sei como é
Queimo aqui, apimento ali, às vezes dá tudo errado
Mas no blog não aparece, pra não ficar desmoralizado
Na cozinha de verdade, sempre tem loucinha suja
Grãos que caem no fogão e formiguinha atrás de açúcar
Quando vem visita a gente esconde, pra não passar vergonha
De visita que não avisa dá uma raiva medonha
Minha cozinha é como outra qualquer
Se você é como eu, senta aqui e toma um café?

Imagem daqui

19 comentários:

  1. Lindo o poema.... é de sua autoria???
    E além de tudo é a mais pura verdade.... parece comigo e com a minha cozinha...
    beijos
    Telma

    ResponderExcluir
  2. hehehehe
    Minha cozinha é igual a sua! Sempre tem uma louça suja. Sempre tem alguma coisinha no fogão e sempre tem uma formiguinha miserávi atrás das coisas que faço.
    Tb não suporto visita que não avisa. ALiás, que nem pergunta se é uma boa hora pra fazer a visita.
    Só tenho 2 amigos que tem liberdade de chegarem aqui sem avisar. E mesmo assim eles ligam: -Posso ir na tua casa hj de tal hora?
    Quanto ao peixe... se ele estiver eviscerado e sem escamas eu consigo fazer numa boa! Fica delicioso!
    Muah =*

    ResponderExcluir
  3. Simone Moczijdlower10/02/11 10:46

    Ufa pensei que fosse só lá em casa........
    Beijos!
    Adoro o blog.
    Simone

    ResponderExcluir
  4. Adorei!
    Minha cozinha é igualzinha a sua!
    Beijoca!

    ResponderExcluir
  5. Se bem conheço minha esposa, esse poeminha é dela mesmo :D Parabéns, amor!!

    ResponderExcluir
  6. Adorei o seu poema. A minha cozinha é igual a sua. Cheia de amor!
    Beijos, Laine

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que lindoooooo!!!!!!!!!!! Jú vc é o máximo! Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Amei seu poema!
    Como tudo que faz , faz com o coração.
    Sua cozinha é pura poesia!

    ResponderExcluir
  9. Que fofo o poema, parabéns!
    Nanda

    ResponderExcluir
  10. Parabéns, Jú!

    ResponderExcluir
  11. adoooreii.
    muito bom!
    ta super engraçado, bonitinho e bem realista.
    afinal, quem é perfeito, ne? ^^
    fofa

    ResponderExcluir
  12. Essa moça não para de me surpreender! Fazendo poema sobre sua cozinha, coisa mais fofa! Fui lendo o poema e visualizando a tua cozinha....que é igual a tantas outras...inclusive a minha. E não poderia ser diferente, né? Nossas cozinhas são "de verdade". Bjossss minha filha amada!

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Menina é assim mesmo, vc descreveu direitinho! bjs

    ResponderExcluir
  15. Adorei seu poeminha! Óbvio que me identifiquei muito. A loucinha e as formiguinhas.

    Gostei muito do seu blog tb.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  16. kkkkkkk.... Muito bom o poema...
    "A vida como ela é"!! rsrsrsrs
    Abraços, Daniana
    http://cozinhasemdrama.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Vocês pensam o quê, blog também é arte, é cultura, kakakakakakakaka.

    Bjus e obrigada!

    ResponderExcluir
  18. esse poema é bonito e delicado adorei

    lùúh

    ResponderExcluir

Esta e outras receitas você encontra no www.pitadinha.com

Related Posts with Thumbnails