26 de ago de 2010

O escondidinho esconde o quê?



























Fui intimada pela pediatra da Fernanda a oferecer no jantar 1x/semana um tipo de tubérculo.

O que é tubérculo? Eu também não sabia, até começar a frequentar o consultório pediátrico:

"Em botânica, chama-se tubérculo ao caule arredondado sem raízes e sem folhas que algumas plantas verdes desenvolvem abaixo da superfície do solo, geralmente como órgãos de reserva de energia (na forma de amido), como é o caso da batata-inglesaNão confundir com as raízes tuberosas, como a batata-doce ou a mandioca, que têm a mesma localização e função, mas origem e estrutura diferentes" (fonte: Wikipedia).

Como eu não sou besta nem nada, tratei de pensar em alguma coisa que agradasse ao paladar de todo mundo. Eu sei, gente, que amor de mãe é lindo, é maravilhoso, a gente faz tudo pelos filhos. Mas como a Fernanda já está podendo comer quase tudo que a gente come, ninguém merece ficar fazendo comida separada e sujando um monte de louça, certo?

Comprei um cará (o tubérculo, também pode ser inhame) lindo na feira e tive um insight: que tal um escondidinho de cará com proteína de soja? Aqui em Recife come-se muito escondidinho, já até postei uma receita aqui, com a tradicional dupla macaxeira e charque. E foi então que o escondidinho escondeu a proteína de soja que meu sogro comeu jurando ser carne bovina, o que quer dizer que ficou muito bom, né?

Para quatro pessoas:

  • 1 xícara e meia de proteína de soja (grãos pequenos)
  • 1/2 cebola picada
  • 1/2 tomate picado
  • 1 dente de alho picado
  • 1 xícara de vagem picada (opcional)
  • 4 colheres de sopa de shoyo
  • 2 colheres de sopa de molho de tomate
  • 400g de cará descascado (eu usei metade de um cará grande)
  • 5 colheres de sopa de requeijão
  • 1 xícara de queijo coalho ralado grosso
  • Óleo de girassol ou azeite para refogar
  • Sal, pimenta do reino e noz moscada à gosto
  • Queijo parmesão ralado para polvilhar

    1. Coloque a proteína de soja de molho em água quente por 30 minutos
    2. Cozinhe o cará na pressão por +/- 15 minutos com uma pitadona de sal (ou até que fique beeem molinho)
    3. Refogue a cebola no óleo até ficar transparente, junte o alho
    4. Escorra a proteína de soja e esprema bem para sair todo o líquido, acrescente ao conteúdo da panela
    5. Acrescente o tomate e refogue por 5 minutos
    6. Acrescente o shoyo, a vagem, tampe a panela, abaixe o fogo e deixe cozinhar
    7. Enquanto isso, escorra o cará, amasse, misture com o requeijão, o queijo coalho ralado e noz-moscada à gosto (vai virar um purêzinho). Reserve
    8. Acerte o sal e pimenta a gosto
    9. Acenda o forno a 200 graus
    10. Espalhe a proteína de soja no fundo de um refratário, cubra com o purê de cará, polvilhe parmesão ralado e leve ao forno até ficar assim:





















    Dourado bonito, né? Devoramos tudo até lamber os beiços =)

    Um comentário:

    Esta e outras receitas você encontra no www.pitadinha.com

    Related Posts with Thumbnails