26/11/2014

Pão de amêndoas delicioso! #glutenfree #lactofree


Sem dúvida, de todos esses pães naturebinhas sem glúten que eu já fiz/comi, este é o mais delicioso de todos! A receita eu vi num blog muito legal chamado Lactose Não (que aliás, é cheio de coisa boa, inclusive pra quem é vegano). O que achei mais legal é que são ingredientes simples, mas o resultado é muito muito bom. Ele tostadinho com ovo no café da manhã, hummmm! 

Eu mudei um pouquinho só a receita, mas nem foi de forma intencional, foi sem querer mesmo. Eu deixei a massa pronta dentro da fôrma e o forno preaquecendo enquanto ia buscar Nanda que chega na condução da escola. Só que ela demorou mais que o esperado e o resultado: o pão ficou esperando pra ir ao forno cerca de 25 minutos, e quando voltei ele tinha crescido muito! Na receita original ele deve ir ao forno imediatamente após a mistura dos ingredientes, então vamos combinar assim: quem tiver pressa, coloca direto no forno. Quem tiver um tempinho, espera uma meia hora antes de assar que ele fica alto e bonitão:
  • 1 xícara + 1 colher de sopa de amêndoas
  • 3/4 de xícara de polvilho doce
  • 1/4 de xícara de farinha de linhaça dourada
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 colher de chá de açúcar (usei demerara)
  • 1 colher de sopa de fermento para pão
  • 4 ovos

  1. Bata as amêndoas no liquidificador até virarem uma farinha e transfira para uma tigela
  2. Misture as amêndoas trituradas com o polvilho, a farinha de linhaça, o sal, açúcar e fermento, reserve
  3. Bata os ovos no liquidificador por uns 5 minutos
  4. Adicione a mistura de farinhas aos ovos e bata bem
  5. Transfira para a fôrma de bolo inglês/pão untada e enfarinhada com a farinha que você costuma usar (usei de silicone que não precisa)
  6. Deixe o pão descansando em um lugar quentinho (tipo dentro do microondas) por 30 minutos ou, pra quem não tem tempo, leve direto ao forno já preaquecido no grau máximo 
  7. Asse por 5 minutos na temperatura máxima, depois baixe a temperatura para 180/200 graus por mais 30/40 minutos (ou faça o teste do palito)


Ele fica com essa cor linda dourada por fora, e tem uma casquinha de pão caseiro, sabe? É bom demais! É bom manter na geladeira, ou, se não for consumir tudo logo (o que eu acho difícil) pode cortar as fatias e congelar as porções para cada dia da semana. Na hora de comer dá uma tostadinha na frigideira que fica delícia =) Ó ele no meu café da manhã hoje:


 (Instagram)

Como eu não tenho intolerância à lactose, comi com manteiga mesmo =) Mas quem não pode consumir derivados do leite, pode fazer a ghee (ó uma receitinha fácil aqui) E ai que saudade que eu tava de comer um pão com manteiga e ovo com gema mole!!!

24/11/2014

Salada queridinha #segundadasalada


Esta salada é a queridinha da família. Agrada a gregos e troianos. E quando digo família nem falo daqui de casa, mas da família grande, com sogros, tias, agregados e etc. Já virou marca registrada dos nossos almoços, e por isso mesmo, ela tinha que vir pra cá. O que eu amo nesta receita: ela não tem cara de salada. Pra quem não curte muito comer folhas, é uma ótima opção. Fora que ela é quentinha, molhadinha, bem delicinha. Como eu tenho um processador que fatia e rala num segundo, faço ela num instante. Mas pra quem não tem, também não é um bicho de sete cabeças:

  • 1 repolho pequeno (ou metade de um grande)
  • 1 cenoura
  • 1 maço de couve (ou 4 porções de espinafre congelado, que foi o que usei)
  • 1 dente de alho
  • Azeite para refogar
  • Sal e pimenta a gosto
  1. Descarte as folhas externas do repolho e fatie o mais fino que conseguir (ou passe no processador na função fatiador)
  2. Descasque a cenoura e rale no ralo grosso (ou passe no ralador do processador)
  3. Corte as folhas de couve já lavadinhas em fatias fininhas 
  4. Pique o dente de alho 
  5. Em uma panela refogue o alho rapidamente no azeite e acrescente os demais ingredientes
  6. Refogue tudo por 10 minutos ou até estarem levemente cozidos
  7. Acerte os temperos e sirva a seguir
Eu geralmente faço com couve, mas como não tinha, juntei 4 porções de espinafre daquele que a gente já compra picado congelado, sabe? Coloquei pra cozinhar junto com o repolho e a cenoura e o próprio calorzinho foi descongelando/cozinhando tudo.



Dia desses peguei um restinho desta salada e juntei ao arroz integral e ficou perfeito! Pra quem leva marmita pro trabalho e tem que levar a salada separada em outro recipiente por não poder esquentar tudo junto na hora do omôçu na firma também é uma mão na roda =) 

21/11/2014

Pavê de caipirinha


Que tal transformar o nosso querido mousse de limão em uma sobremesa cheia de charme? 
Este pavê no copinho é feito com ingredientes simples, mas conta com um pequeno detalhe que faz toda a diferença. O melhor de tudo? Fica pronto rapidinho =)
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 caixa de creme de leite
  • Suco de dois limões
  • 2 colheres de sopa de cachaça
  • 1 pacote de Tortinha Vitarella de Limão

  1. Triture a Tortinha Vitarella de Limão no liquidificador e reserve
  2. Bata no liquidificador o leite condensado, o creme de leite, o suco de limão e a cachaça até virar um creme 
  3. Em copinhos americanos, faça camadas de creme e biscoito
  4. Decore com uma rodela de limão e leve para gelar

Não se preocupe, a quantidade de cachaça na receita deixa um sabor beeeem suave e não vai embebedar ninguém! Mas vai fazer o maior sucesso, isso eu garanto =)

20/11/2014

Promo! #achadocasamodelo


Minha gente, quem ainda não conhece a Casa Modelo P-R-E-C-I-S-A conhecer. Pense num lugar LINDO! E cheio de coisas lindas também. Queria comprar tudo ah se eu pudesse e o dinheiro desse!!! 

Eu fiquei super em dúvida já que de cara me apaixonei por um prato de bolo com temas mexicanos, fora toda a linha de utensílios vintage que são muito amor. Mas meu coração amoleceu mesmo foi por esta panela em formato de tomate que além de linda tem uma excelente qualidade. Imagina servir uma sopinha nessa peça super decorativa?

Mas o que queria contar pra vocês é que assim como eu encontrei vários produtos que têm a minha cara, vocês também com certeza vão encontrar um item especial pra embelezar a sua casa. E aí que vem a notícia boa: Quem tirar uma foto com um produto da Casa Modelo (pode ser um que já tenha na sua casa) e postar nas redes sociais com a hashtag #achadocasamodelo vai concorrer a um vale-compras de R$ 150,00 pra gastar na loja. Corre que essa promoção só vai até 14 de dezembro! Agora aperta o play e vê se eu não tenho razão de ficar #alokadocartãodecrédito:



Pra quem quiser acompanhar a Casa Modelo nas redes sociais (e saber o resultado da promoção, é claro) segue aí gente:

Facebook.com/acasamodelo
Instagram.com/acasamodelo
www.acasamodelo.com

E o endereço da loja é:

Av. Rui Barbosa, 141 (Em frente à praça do Entroncament0)

Caprichem nas fotos, que Eu, Dani (Ricota Não Derrete) e Nina (Até que enfim) vamos escolher os vencedores!

19/11/2014

Risoto colorido de camarão


Já fazia muito tempo que eu não preparava um bom risoto. Talvez pela falta de tempo, pelo estado permanente de dieta, ou pelas duas coisas juntas. Risoto não é pra qualquer dia. É pra um dia especial. Precisa de tempo e de carinho. Então tirei um sábado para preparar um risoto de camarões para o almoço. O arroz arbóreo de preço salgado já estava na dispensa há um tempão. O camarão estava congelado. E tinha uns pedaços de pimentão vermelho e amarelo que tinham sobrado de outra receita. Decidi que o risoto seria bem colorido. É, foi uma boa decisão =)
  • 500g de camarão cru com casca
  • 2 xícaras de arroz arbóreo
  • 1 xícara de pimentão vermelho cortado em cubos
  • 1 xícara de pimentão amarelo cortado em cubos
  • 1/2 cebola picada
  • Salsinha a gosto
  • Sal e pimenta a gosto
  • Azeite para refogar
  • 1 colher de sopa de pimenta
  • Parmesão ralado para finalizar

  1. Descasque os camarões e reserve
  2. Coloque as cabeças, rabos e cascas do camarão para ferver em dois litros de água por 10 minutos
  3. Tempere os camarões com sal e pimenta a gosto e guarde na geladeira
  4. Refogue a cebola e os pimentões picados por 5 minutos em uma panela grande
  5. Acrescente o arroz e sal, refogue
  6. Retire as cascas, cabeças e rabo dos camarões do caldo passando-o por uma peneira e descarte-os (mantenha o caldo sempre aquecido em uma panela separada)
  7. Vá regando o risoto com o caldo de camarão e mexa um pouco até o caldo começar a secar, regue um pouco, mexa um pouco, sempre em fogo baixo
  8. Quando o arroz estiver no ponto (macio, pero no mucho), junte a salsinha picada e os camarões, o parmesão e a manteiga
  9. Apague o fogo e misture delicadamente até que os camarões estejam bem rosados 


Eu queria ter uma foto do estado em que ficamos depois do almoço. Todo mundo dormindo, cada um cochilando pra um lado. Fazia muito tempo que eu não dormia tão profundamente por uma tarde, e já que a reação foi geral, acho que a culpa foi do risoto! 

Nota mental: o tempo gasto preparando risoto tem retorno garantido em forma de cochilo restaurador. E que mãe não precisa de um desses de vez em quando, hein? Façam aí e me digam se deu certo =)

17/11/2014

Kani, cenoura, repolho e iogurte #segundadasalada


5 minutinhos e alguns temperinhos são tudo o que você precisa além destes quatro ingredientes para preparar uma salada incrivelmente refrescante. Ela é um pouco, digamos, "pálida", mas o que falta na cor sobra no sabor e na leveza dessa delícia. Para os espíritos mais elevados funciona até como um prato único, já que tem a proteína do kani. Para o resto dos mortais como eu, porém, é mais uma solução simples e fácil para variar a dupla alface+tomate no prato. 
  • 2 xícaras de repolho fatiado
  • 1 cenoura cortada em palitos fininhos 
  • 10 bastões de kani desfiados
  • Salsinha, sal e pimenta a gosto
  • 1 pote de iogurte integral
  • Cozinhe no vapor o repolho e a cenoura por 5 minutos
  • Misture o repolho e a cenoura cozidos com todos os outros ingredientes e leve para a geladeira
  • Sirva bem geladinha

Ideias que podem dar certo: trocar o repolho por acelga, incrementar com pepino fatiado em palitos, um gergelinzinho tostado de leve.... Só não abro mão do iogurte =)

E pra diminuir um pouco a gravidade desta segunda-feira, uma dosezinha de Clarice Freire é muito bem vinda, né?

14/11/2014

Lasanha de ricota e espinafre


Se tem uma receita nesse mundo que aceita todo tipo de variação é a nossa querida lasanha, né? Dá pra fazer de tudo o que você imaginar. Esta versão com molho bechamel, ricota e espinafre é simplesmente uma delícia. Não tinha a menor intenção que ela fosse light no quesito calorias, e sim leve. Sabe quando a gente tá precisando de sabores mais suaves, uma comidinha pra fazer um carinho? Foi isso. E eu amei =)
  • 250g de Lasanha Speciale Vitarella (meio pacote)
  • 250 de ricota esfarelada
  • 3 xícaras de folhas de espinafre
  • Sal e pimenta a gosto
  • 1 litro de leite
  • 5 colheres de sopa de manteiga
  • 5 colheres de sopa de farinha de trigo
  • 50g de parmesão ralado

  1. Cozinhe a Lasanha Speciale Vitarella de acordo com as instruções da embalagem, escorra e imediatamente transfira para um recipiente com água gelada (assim a evitamos que a massa grude uma na outra)
  2. Coloque as folhas de espinafre já lavadas por 1 minuto em uma panela com água fervente, escorra e esprema para retirar toda a água
  3. Pique as folhas de  espinafre e misture com a ricota esfarelada, tempere com sal e pimenta a gosto
  4. Derreta a manteiga em uma panela e adicione a farinha de trigo
  5. Misture até virar uma massa dourada e adicione o leite aos poucos mexendo sempre, até virar um molho cremoso e fácil de espalhar
  6. Acerte os temperos do molho e vamos para a montagem: uma camada de molho, uma de massa, uma de ricota, finalizando com massa e molho por cima
  7. Cubra a última camada de molho com o parmesão ralado e leve ao forno que já deve estar preaquecido no grau máximo
  8. Asse por 30 minutos ou até dourar 


Quem diria que a ricota seria a estrela de uma lasanha de domingo, hein?!

Related Posts with Thumbnails