3 de mai de 2016

Como engrossar o caldo do feijão

 

Anota aí a dica que aprendi com a minha sogra de conseguir aquele caldo grosso e encorpado no feijão do dia a dia:
  1. Prepare seu feijão como de costume
  2. Ao colocá-lo na pressão, conte 15 minutos após começar o barulhinho e abra a panela (com cuidado)
  3. Mexa vigorosamente o feijão com uma colher, por uns 2 minutos
  4.  Tampe novamente a panela e deixe cozinhar normalmente até o feijão estar no ponto
Experimente e volte pra me dizer se deu certo =)

29 de abr de 2016

Cachorro quente de carne moída

 
 
 
 

 Uma das coisas que aprendi quando vim morar em Pernambuco é que nem todo cachorro quente é igual. A família do marido me convidou pra comer cachorro quente e quando vi pão com carne moída não entendi nada kkkkk, mas era isso mesmo. E é uma delícia!!! Desde então, adotei esta versão pra de vez em quando fugir do tradicional pão + salsicha. Pra ficar uma delícia, fiz minha receita preferida de carne moída infalível. Não tem segredo e fica com gostinho da comida da mamãe, hummmm!
  • 500 de carne moída
  • 1 cebola picada
  • 1 dente de alho picado
  • Sal e pimenta a gosto
  • Azeite para refogar
  • 1 xícara de Molho de Tomate Refogado Tambaú
  •  1 xícara de água
  • Pão
  • Queijo muçarela ralado
  1. Em uma panela aqueça um fio de azeite
  2. Coloque toda a carne de uma vez, mexendo de vez em quando para soltar os gruminhos
  3. Deixe a carne soltar toda a água, até começar a secar e dourar
  4. Adicione o sal e pimenta a gosto e refogue por 5 minutos
  5. Junte o Molho de Tomate Refogado Tambaú e a água, misture bem
  6. Deixe ferver por 10 minutos
  7. Faça um corte na parte superior do pão, recheie com a carne moída e cubra com o queijo ralado
  8. Sirva a seguir


 

22 de abr de 2016

Torta de maçã #applepie

 
 

Acho que finalmente começou o período do ano mais fresquinho aqui em Recife, graças a Deus!!!! Então em dias mais chuvosos e nublados nada melhor que uma sobremesa quentinha (ou como diz Daniel, uma suminesa) né não? Esta torta já apareceu por aqui na versão frutas vermelhas, mas confesso que a de maçã é a minha preferida e merecia um post só pra ela. Não tem nada de complicado, apenas compre ingredientes de qualidade e capriche no amor. O resto vai dar certo!
    • 2 e 1/2 xícaras de farinha de trigo (deixe por 30 minutos na geladeira para utilizá-la gelada)
    •     1/2 xícara de manteiga gelada
    •     2 colheres de sopa de açúcar (para usar em receitas salgadas, como um quiche, é só retirar o açúcar)
    •     Água gelada quanto baste

    1.     Misture a farinha com a manteiga e o açúcar até virar uma farofa
    2.     Vá adicionando a água gelada aos poucos, uma colher de cada vez, até a massa soltar das mãos
    3.     Enrole no plástico filme e leve para a geladeira por 30 minutos
    4.     Divida a massa, abra uma parte e forre a assadeira
    5.     Abra a outra parte da massa, e se quiser, faça o trançado sobre um pedaço de papel filme ou plástico (usei um tapetinho de silicone) - quem quiser aprender a fazer este trançado lindo assiste este vídeo aqui da Raiza 

    Para o recheio:
    •     8 maçãs sem casca e cortada em pedaços grandes
    •     1/2 xícara de açúcar
    •     2 colheres de fécula de batata ou farinha de trigo
    •     1 colher de chá de canela

    1.     Misture todos os ingredientes e distribua sobre a torta
    2.     Posicione a "tampa" da torta com cuidado
    3.     Pincele uma gema e polvilhe açúcar
    4.     Leve ao forno preaquecido a 180 graus até dourar
 

O perfume desta torta no forno é de atrair tudo que é vizinho, viu? Completamente inebriante... Você pode até servir com uma bola de sorvete, ou com um pouco de chantilly. Mas na minha opinião a melhor companhia pra esta fatia aí é uma xícara de chá quentinho, nham!




19 de abr de 2016

Tempero pronto maravilhoso


Fico me perguntando: qual a razão de eu não ter sempre um potinho desse na minha geladeira? O tanto que isso facilita a vida da gente não tá escrito. Além de dar um sabor maravilhoso pra comida, né. No arroz, no feijão, em tudo!!!! Se deixar boto até no ovo kkkk
 Não é receita, é dica mesmo:
  • 2 cebolas descascadas
  • 2 cabeças de alho descascadas 
  • 1/4 de xícara de azeite (quem usa óleo, pode ser também)
  • 1 pitadinha de sal
  1. Bata tudo no liquidificador até virar uma pastinha
  2. Guarde em um vidro bem fechadinho
  3. Use sem moderação (dura um mês na geladeira)
 Ó a textura fica assim:


Mamães que correm o dia todo: tem coisa melhor?

15 de abr de 2016

Cozido com legumes

 
 
 

O dia que preparo este cozidinho aqui em casa é um acontecimento. Todo mundo ama e depois do almoço a única vontade é deitar numa rede e dar aquele cochilo gostoso. Só que eu tenho meus segredinhos para prepará-lo, e achei que era uma receita perfeita pra experimentar o novo Molho Refogado da Tambaú. Gente, esse molho é MARAVILHOSO!!!! Parece molho caseiro, é impressionante. Desde a fase de testes, quando provei, fiquei ansiosa pelo lançamento pois é realmente uma delícia. Mas voltando ao nosso cozido (ou guisado), presta atenção nos detalhes que vão fazer toda a diferença:
  • 1 kg de patinho cortado em cubos médios (pode ser coxão mole ou contra-filé)
  • 2 dentes de alho picados
  • Sal e pimenta a gosto
  • 1/2 xícara de amido de milho
  • 1 embalagem de Molho Refogado Tambaú
  • 2 medidas da embalagem de água
  • Azeite ou óleo para selar a carne e refogar o alho
  • 2 batatas cortadas em pedaços grandes
  • 1 cenoura cortada em pedaços grandes
  • Folhinhas de espinafre a gosto 
  1. Comece temperando a carne com sal e pimenta do reino a gosto
  2. Polvilhe o amido de milho sobre a carne e misture bem, de forma que ela fique toda envolvida em uma camada de amido de milho
  3. Aqueça uma panela no fogo bem alto com um fio de azeite
  4. Doure a carne dos dois lados rapidamente, apenas para selar, e reserve
  5. Na panela de pressão, aqueça um fio de azeite e refogue o alho
  6. Junte a carne selada e o Molho Refogado Tambaú
  7. Use a embalagem vazia do molho, encha de água duas vezes e acrescente à panela
  8. Tampe a panela de pressão e cozinhe por 25 minutos ou até que a carne esteja no ponto que você deseja
  9. Retire uma parte do caldo para outra panela e cozinhe a cenoura até o ponto al dente
  10. Acrescente a batata e cozinhe até estar macia ao espetar o garfo
  11. Apague o fogo, junte as folhas de espinafre e sirva separado ou junto com a carne
Quem quiser, pode ainda separar uma parte do caldo e fazer um belo pirão, hummmm!!!


 


12 de abr de 2016

Arroz de carne de sol

 

Eu tenho a sorte de ter uma diarista que também é uma cozinheira de mão cheia. Dessas comidas regionais, ela sabe tudo: galinha a cabidela, sarapatel, peixada, chambaril, sabe até fazer carne de sol. De modos que eu compro coxão mole e entrego na mão dela, e recebo de volta uma carne de sol fresquinha, deliciosa, salgada na medida certa. Este arroz saiu dia desses por aqui, eu quase chamei de arroz carreteiro, mas como era bem basiquinho, sem muita invenção, virou arroz de carne de sol. Uma delícia, gente! E olha que fácil:
  • 300g de carne de sol cortada em cubos e já dessalgada (pra quem compra ela no açougue, supermercado: é só botar de molho um dia antes e trocar a água umas 3 vezes)
  • 1 cebola picada
  • 1 tomate sem sementes picado
  • Salsinha a gosto picadinha
  • 2 dentes de alho picados
  • 2 xícaras de arroz (usei parboilizado)
  • Sal e pimenta a gosto (nem usei sal) 
  • Azeite
  1. Refogue o alho e a cebola no azeite até ficar transparente
  2. Junte a carne e deixe refogando, mexendo de vez em quando até que ela solte a água e comece a dourar 
  3. Acrescente o arroz e junte 4 xícaras de água
  4. Baixe o fogo e deixe cozinhando com a panela semi-tampada
  5. Quando o arroz estiver al dente, acrescente o tomate picado e verifique o sal neste ponto
  6. Quando a água secar e o arroz estiver cozido, apague o fogo e finalize com a salsinha picada
 

Pra acompanhar fiz um pirãozinho de queijo coalho que hummmmm! Nada mais é do que engrossar um pouco de leite com farinha de mandioca, temperar com sal e pimenta e caprichar no queijo coalho, mexendo até o queijo derreter e virar aquele puxa puxa maravilhoso =) Fico devendo um post só pra ele, prometo!

8 de abr de 2016

Bolo gelado de leite ninho

 

 Meu marido ama tudo de leite ninho. Torta de leite ninho, brigadeiro de leite ninho, O leite ninho... Como ele tem trabalhado feito louco nos últimos meses pra me poupar por causa da gravidez, resolvi fazer esse agradinho pra ele assim, no meio da semana, uma surpresa mesmo =)
Nada mais é que um pãozinho de ló com um creme delicioso. Mas garanto que sua família vai amar ter essa delícia gelada pra beliscar no final de semana ;)
  • 5 ovos (claras e gemas separadas)
  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 1 xícara de açúcar
  • 1 colher de sopa de fermento
  • 1 pitada de sal
  • 1 caixa de creme de leite
  • 1 lata de leite condensado
  • 2 xícaras de leite em pó
  1. Bata as claras em ponto de neve na batedeira, em seguida junte as gemas até misturar bem.
  2. Desligue a batedeira e com a ajuda de uma colher, junte aos poucos a farinha de trigo peneirada, em seguida o açúcar, fermento e o sal.
  3. Leve para assar em uma fôrma retangular ou redonda untada e enfarinhada  em forno pré-aquecido até passar no teste do palito.
  4. Espere o bolo esfriar, desenforme-o dentro de um refratário fundo (ou outra fôrma maior), faça furinhos com um garfo e reserve.
  5. Bata no liquidificador o leite condensado, o creme de leite e o leite em pó, cubra o bolo com o creme e leve para gelar por 2 horas.
  6. Antes de servir, regue com um pouco do creme que fica no fundo da fôrma e polvilhe leite em pó com uma peneira


Eu fiz a besteira de cortar o bolo em 4 camadas e distribuir o creme entre elas, mas não façam isso. Além de não ser necessário, esta massa de bolo é muito delicada e ao manuseá-la ela acaba se quebrando bastante. Basta jogar o creminho por cima que tá tudo certo =)

Bom final de semana, gente!
Related Posts with Thumbnails