15 de dez de 2014

Tomate seco no precinho #segundadasalada


Eu sei que muita gente sabe dessa dica, mas achei que devia postar aqui. Vai que, né?
Quem amo tomate seco na salada? \o Pois fazendo sua conservinha em casa, como sempre, sai bemmm mais barato. Com cinco dilmas comprei 200g de tomate desidratado no empório natureba, que dá pra fazer mais ou menos umas 6 vezes essa quantidade aí que vocês estão vendo. Vale ou não vale a pena? É super simples:
  1. Cubra o tomate desidratado com água fervente e deixe descansar por 30 minutos
  2. Escorra bem e coloque e um vidrinho
  3. Cubra com azeite e tempere com outras ervinhas se quiser: manjericão, alecrim, orégano...
  4. Deixe apurando na geladeira e use como quiser 

Guardem essa dica que na próxima semana vamos usá-la na nossa #segundadasalada. E só posso dizer que é uma opção vegana AND deliciosa para as festas de fim de ano =)

12 de dez de 2014

Pavê de Natal



Fim de ano é época de cozinhar pra muita gente. Então precisamos de receitas que rendam muiiiiito sem falir a cozinheira, concordam? Este pavê é super baratinho e tenho certeza que vai virar tradição aí na sua família. Sim porque se tem uma coisa que tem cara de reunião de família é o nosso querido pavê e pacomê. E fica lindo, não fica? Eu achei =)
  • 2 litros de leite
  • 4 gemas
  • 6 colheres de sopa de amido de milho
  • 2 xícaras de açúcar
  • 1 colher de sopa de essência de baunilha
  • 3 embalagens de Doce de Goiaba Cremoso da Tambaú
  • 1 pacote de biscoito champagne (ou Maria/Maizena pra quem não gostar)

  1. Bata as gemas com o açúcar até virar uma gemadinha (um creme bem fofo)
  2. Junte em uma panela grande a gemada com a essência, o leite e o amido (dilua o amido em um pouquinho do leite para não embolotar)
  3. Leve a panela ao fogo e mexa até virar um creme liso e encorpado
  4. Em um refratário grande faça uma camada de biscoito champagne, uma de creme e leve ao freezer para firmar um pouco (cerca de 10 minutos)
  5. Cubra o creme já firme com duas embalagens de Doce de Goiaba Cremosos Tambaú e espalhe uniformemente
  6. Faça outra camada de biscoito champagne, cubra com o creme e leve novamente para o freezer por 5 minutos
  7. Faça a decoração do pavê com a outra embalagem de Doce de Goiaba Cremoso Tambaú e leve o pavê para a geladeira por 4 horas antes de servir 


Usei o doce cremoso por já ter esta textura molinha, mas quem não encontrar pode derreter duas goiabadas grandes com um pouco de água que dá certo também! Bora encher os olhos e estômagos da família com esta delícia?


11 de dez de 2014

Biscoito de Natal #vegano #glutenfree #lactofree


De tanto que me pediram lá vai um biscoitinho com gostinho de Natal que agrada a todo mundo: quem tem intolerância à lactose, ao glúten, veganos ou quem não se enquadra em nenhuma destas categorias mas ama um biscoitinho crocante com café o/

Gente, eu achei que não ia dar certo, mas tomei um susto quando vi a textura e o sabor desta delicinha! Como assim não leva ovo e dá liga? Como assim não leva farinha e cresce? Pois é. Não só acontece tudo isso como ele fica extremamente crocante, hummmm! E melhor ainda: não leva nenhum ingrediente de outro mundo carérrimo:
  • 1 e 1/2 xícara de amendoim torrado, sem sal e sem casca
  • 1/2 xícara de melado de cana ou mel
  • 1 colher de café de gengibre em pó
  • 1 colher de café de canela em pó
  • 1 colher de café de cravo em pó
  • 1 pitada de bicarbonato de sódio

  1. Se tiver processador: junte todos os ingredientes e bata até virar uma massa modelável
  2. Se não tiver processador: bata o amendoim no liquidificador até virar uma farinha e em uma tigela misture com os outros ingredientes
  3. Enrole em papel filme e deixe 30 minutos na geladeira
  4. Abra a massa e corte os biscoitos
  5. Leve para assar em fôrma untada e enfarinhada ao forno preaquecido a 180 graus por cerca de 15 minutos (fique de olho!)

A regrinha que vale para todo biscoito: retire do forno quando ele estiver com as bordas firmes e o centro ainda macio e deixe esfriar completamente. O biscoito só fica pronto fora do forno! Gostaram? O rendimento vai depender do tamanho das suas fôrminhas, mas quem não tem fôrma pode modelar com a mão mesmo. É tão delicioso que tenho certeza que ninguém vai reparar neste pequeno detalhe =)

10 de dez de 2014

Hambúrguer de linguiça



Eis o novo vício aqui em casa: hambúrguer de linguiça. Que delíciaaaaa!!!!! Pra quem está dando os primeiros passos na cozinha, não tem como errar, gente! É o mais simples e fácil de todos os hambúrgueres caseiros, e olha que hambúrguer em geral não tem segredo nenhum. E o legal é que 1 linguiça toscana rende exatamente um hambúrguer, então fica fácil saber quantas porções vão render. Você vai fazer assim:

  1. Corte a linguiça toscana no sentido do comprimento
  2. Retire o conteúdo e despreze a "capinha"
  3. Tempere com o que você quiser: salsinha, cebola, alho, pimenta calabresa... menos sal, pois ela já é bem salgada
  4. Acrescente um pouco de farinha de rosca (ou a farinha de sua preferência) até virar uma massa que desgruda das mãos e faça os hambúrgueres - é só fazer uma bola e achatar com a palma das mãos
  5. Asse em fogo baixo em uma grelha/frigideira até ficarem douradinhos
  6. Jogue um queijinho por cima pra derreter e monte o seu sanduíche como quiser


Ai que fome!

8 de dez de 2014

Abobrinha em conserva #segundadasalada


Abobrinha é uma paixão. Amo de todo jeito: grelhada, no antepasto, refogadinha, recheada... E há algum tempo me interessei por experimentá-la em conserva. É uma boa ideia para conservar por mais tempo, além de ficar especialmente deliciosa! Pode servir na hora de incrementar a salada, rechear sanduíche junto com uma proteína e funciona até mesmo com uma entradinha servida com torradinhas, hummmm! Fica pronta num instante, gente! Olha como é fácil:
  • 1 abobrinha fatiada (com o máximo de "finura" que você conseguir)
  • 1 dente de alho (quem gosta muito, pode botar 2)
  • Vinagre branco (pode ser qualquer um) e azeite para a conserva (a quantidade varia de acordo com o tamanho da abobrinha e do seu recipiente)
  • Sal e pimenta calabresa a gosto (pode substituir a calabresa por dedo de moça picadinha e sem sementes)

  1. Coloque a abobrinha pra cozinhar no vapor até ficar al dente
  2. Transfira para um recipiente de vidro e adicione o alho fatiado, o sal e a pimenta
  3. Cubra com azeite até a metade e complete com vinagre até cobrir todo o conteúdo
  4. Feche bem o recipiente e mexa bastante para que todo o conteúdo se misture
  5. Deixe na geladeira de um dia para o outro para servir 
*Quem não quiser que fique muito azedinho pode trocar metade do vinagre por água mineral ou filtrada.

É claro que eu não esperei foi nada, comi na hora mesmo e já achei uma delícia!!! Mas depois o sabor vai apurando mais, então ela fica mais gostosa ainda =)

5 de dez de 2014

Bolo Frozen do trucão


 



Hoje foi a festa de Nanda na escola, e quem me acompanha no instagram (segue aí, gente) já sabia que o tema da festinha dela era Frozen. Foi minha primeira experiência de festa na escola e eu amei! É muito prático, gente! E como o tema é uma febre, encontrei muita coisa pronta, o que facilitou bastante a minha vida. Como eu curto colocar a mão na massa, fiz quase tudo da festa, deu até pra improvisar um bolinho.

Como a história toda se passa na neve rola muito brilho, muito branco e muito azul. Quem diria, né? Uma cor que tradicionalmente se usa para meninos, aparece como protagonista de uma festa com tema de princesa. E por isso para fazer este bolo ombré eu usei massa de bolo pronta + corante azul + chantilly. Eu não sei confeitar, então me virei. Não ficou ohhhh que perfeição, mas cumpriu seu papel na hora do parabéns, e isso que importa =)
  • 1 caixa de mistura para bolo (usei da marca Yoki Betty Crocker que é DELICIOSO, e também gosto muito dos bolos da Fleshman) sabor baunilha
  • Corante em gel azul
  • 3 ovos
  • 3/4 de xícara de leite gelado
  • 4 colheres de sopa de manteiga
  • 2 caixinhas de creme de chantilly
  1. Prepare a massa do bolo conforme as instruções da embalagem
  2. Divida em 3 porções iguais
  3. Tinja as porções de massa com o corante de forma que fiquem 3 tons diferentes, do mais claro para o mais escuro (é só colocar um tiquinho de corante e misturar bem, e ir aumentando a quantidade de corante a cada porção)
  4. Leve para assar em 3 fôrminhas pequenas (usei de 15 cm) untadas e enfarinhadas
  5. Depois de assadas, nivele a parte de cima das massas usando uma faca de serra para que fiquem bem retinhas
  6. Prepare o chantilly conforme as instruções da embalagem
  7. Monte o bolo usando o chantilly ainda branco como recheio e finalize com uma boa camada na parte de cima
  8. Coloque um pouco de corante no resto do chantilly e bata bem na batedeira
  9. Transfira para um saco de confeitar e se divirta! 
A minha intenção era aplicar esta técnica, mas como vocês podem ver...


Tudo porque eu tinha que deixar o chantilly um pouco na geladeira pra ficar mais durinho, mas queria ver o bolo pronto logo, sacomé né kkkkk. Daí foi só finalizar com uns confeitinhos e a vela. 


Este foi o bolo que ficou em casa, o oficial eu levei pra escola para a hora do parabéns e dei para as professoras. E pra as crianças, levei cupcakes que fiz com massa de bolo da Fleshman de chocolate (bom demais!) e coberturinha de pasta americana que fiz usando cortadores, facinho facinho:


Foi uma delícia ver minha filhota toda feliz no meio dos amiguinhos, ela estava realizada! Ela só falava nesta festa há meses e me ajudou em cada etapa dos preparativos #muitolinda. A febre da Elsa pode até passar, mas ela sempre será a princesa absoluta da mamãe! 


#Lerigouuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

3 de dez de 2014

Panetone sem glúten e sem lactose





Desde que vi esta receita da Lactose não (de novo ela kkkk) fiquei me coçando pra fazer. Apesar de não ter intolerância ao glúten, e não conseguir viver sem um queijinho, sempre procuro este tipo de receitinha já que recebo tantos pedidos aqui no blog. E como o pedido de vocês é uma ordem, e é uma maldade sem tamanho alguem passar pelo mês de dezembro sem pelo menos um panetonezinho pra matar a vontade, eis uma receita deliciosa de panetone sem glúten e sem lactose. Mas vamos combinar uma coisa? Façam esta receita sabendo que não vai ficar igualzinho ao de trigo industrializado, ok? Ele é uma delícia. Mas igual não é não. Ajustemos nossas expectativas, que vai dar tudo certo =)

  • 2 xícaras de farinha de arroz
  • 1/2 xícara de fécula de batata
  • 2/3 xícara de polvilho doce
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 1  1/2 colher de chá de goma xantana
  • 1 1/2 xícara de açúcar mascavo (usei demerara)
  • 2 colheres de chá de fermento biológico seco
  • 1 xícara de água morna
  • 1 ovo
  • 2 colheres de sopa de óleo de coco
  • 1 colher de sopa de essência de panetone
  • 1 colher de sopa de farinha de linhaça (opcional)
  1. Misture todos os ingredientes secos e a água morna
  2. Em uma tigela misture bem o ovo, a essência e o óleo, depois misture com as farinhas + água, vai virar uma massa grudenta
  3. Adicione a farinha de linhaça, caso vá usar (a farinha de linhaça serve pra baixar o índice glicêmico, e o sabor fica imperceptível)
  4. Adicione o recheio, que pode ser o que você quiser. Eu usei: uvas passas brancas e pretas, castanha do Pará picada e 1 barrinha deste chocolate 85% cacau que não tem lactose. A única dica é: abuse do recheio, pois ele que vai dar o gostinho de panetone pra receita. Eu usei pouco e acabou ficando muita massa pra pouco recheio, parecia um pão com algumas frutas e não um panetone, sabe?
  5. Transfira para a fôrma de panetone (grande). Eu não tinha, então forrei uma fôrma com papel manteiga untado com óleo de coco.
  6. Guarde dentro do micro-ondas ou outro lugar abafado por 40 minutos
  7. Asse em forno máximo (preaquecido) por 20 minutos, baixe a temperatura para 180 graus e asse por mais 15 a 20 minutos


Falando sério: eu tentei me controlar, mas não deu pra parar de comer. É uma delíciaaaaaaa!!!!!!! Não deixe de provar um pedaço assim que sair do forno! Você pode fazer mini-panetones pra dar de presente, ou pra vender, que tal? Se eu tivesse tempo fazia mesmo uns pra vender.

Pra quem mora em Recife: todos os ingredientes eu comprei lá no MJ Bandeira da Rua da Praia (com exceção da goma xantana que eu tinha em casa, mas deve ter lá também). Isso não é Jabá!!!! Estou falando logo pois sei que vão perguntar onde vende =) 

Gente, esta segunda não teve #segundadasalada por vários motivos: filhos doentes + visita do meu pai + preparativos da festa da pequena (vou mostrar tudinho depois!). Este ano foi um ano mazelado no quesito saúde, perdi a conta de quantas viroses, gripes e outras coisites pegaram os pequenos (e eu também, por consequência). Mas graças a Deus foram coisas pequenas. Nada grave. Bola pra frente.
Related Posts with Thumbnails